Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Governo do Estado classifica preliminarmente todas as regiões em bandeira vermelha

por Isadora Helena Martins

Com isso, Serra Gaúcha está colocada como alto risco epidemiológico

Foto: Divulgação

A Serra Gaúcha foi preliminarmente classificada na bandeira vermelha do modelo de distanciamento controlado nesta sexta-feira (27/11). A decisão foi publicada no site do Governo do Estado, às 18h. Com isso, a cidade de Caxias do Sul concentra um alto risco epidemiológico da Covid-19, conforme os critérios da Secretaria Estadual da Saúde (SES).

Segundo a nota técnica da pasta, a região teve um aumento na quantidade de pacientes hospitalizados com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) nos últimos sete dias, indo de 95 para 118 internados. Cresceu a ocupação dos leitos clínicos em 31%, passando de 85 para 11 pacientes. Os internados em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aumentou em 20%, de 79 para 95 pacientes na semana passada.

A capacidade de atendimento da Serra também piorou. O indicador mostra que o percentual de pacientes confirmados com o coronavírus em leitos de UTI, com relação aos leitos livres, subiu. Foi de 0,82 para 0,60 os leitos de UTI livres para cada ocupado na última semana.

A região apresentou baixa em dois dados do governo estadual. Os registros de hospitalizações para pacientes Covid-19 diminuíram 7% na última semana. Foi de 137 para 128 hospitalizados. O número de óbitos caiu 10% em relação a semana anterior. Foi de 20 para 18 mortes pela doença.

A pasta da Saúde ainda informa que, pela primeira vez, todas as regiões do mapa de distanciamento controlado foram colocadas previamente na bandeira vermelha. Na quinta-feira (26/11), o Estado chegou a 1.183 pacientes hospitalizados por conta do coronavírus e a 775 pessoas internadas em leitos de UTI. Com a manutenção do total de leitos e o aumento de 13% nos pacientes confirmados por Covid-19 internados em UTI, houve nova redução de leitos livres, chegando ao menor nível desde o início do Distanciamento Controlado: 0,67. Houve uma piora em diversos indicadores ao longo da última semana. O número de casos ativos para doença cresceu 13% e ultrapassou a marca de 21 mil pessoas que testaram positivo apenas nesse período.

A Associação de Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) vai recorrer da decisão do Governo do Estado, por meio do Observatório Regional de Saúde. A entidade vai obter a resposta na segunda-feira (30/11).

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais