Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Morre Frei Tomé Michelin aos 93 anos

por Alessandra Bernardi

Sua vida religiosa iniciou em 1944 em Veranópolis, cidade em que atuou por 10 anos

Foto: Divulgação

Faleceu na madrugada deste domingo (10), no Hospital Virvi Ramos, em Caxias do Sul, Frei Tomé Michelin. Nascido em Sananduva em 1930, filho de Luiz Michelin e Rosália Dal Prá  Michelin, iniciou sua vida religiosa em 1944 com o ingresso no seminário, em Veranópolis. Vestiu o hábito capuchinho em 1950, em Flores da Cunha, concluiu o ano de noviciado com a profissão dos votos religiosos em 1951, também em Flores da Cunha, vindo a professar solenemente em 1954.

Cursou Filosofia em Marau (1951 a 1953), e Teologia nos conventos de Garibaldi e de Porto Alegre (1955 a 1958). Ao final do terceiro ano de Teologia, 1957, foi ordenado sacerdote por Dom Vicente Scherer, arcebispo de Porto Alegre, na matriz Santo Antônio. Em 1958 concluiu os estudos teológicos e em 1959, estudou Letras Neolatinas na Faculdade de Letras da PUC-RS.  De 1960 a 1962, concluiu o curso obtendo o grau de Licenciatura na Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Entre outros cursos, fez o denominado “Mundo Melhor” (40 dias) em Córdoba, na Argentina.

De 1960 a 1963 foi professor nos colégios Duque de Caxias, de Lagoa Vermelha, e São José, de Soledade. De 1964 a 1968 e de 1970 a 1972 integrou uma das duas equipes de missionários capuchinhos. Também foi vigário paroquial em Santa Maria (1969) e Assistente da Ordem Franciscana Secular (OFS) e Jufra, de 1973 a 1981. Em 1982 retornou à pastoral paroquial, como pároco em Ibirapuitã (por 15 anos, em dois períodos, 1982 a 1993 e 2002 a 2005), Soledade (1994 a 1996), Paim Filho (1997 a 2000) e Lagoa Vermelha (2001). 

Já de 2005 até 2015, residiu nas duas fraternidades de Veranópolis, dedicando-se à pastoral paroquial e à Casa de Formação Nossa Senhora de Lourdes.  Seu trabalho com a comunidade veranense foi marcado também, com uma homenagem no Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi, a capela de orações recebeu o seu nome.

Desde 2016, esteve sob cuidados de saúde na Casa São Frei Pio, em Caxias do Sul. Em 2007, comemorou os 50 Anos de Ordenação Sacerdotal.

 

Despedida

A missa de despedida iniciou às 8h deste domingo, na Casa São Frei Pio, em Caxias do Sul. O velório ocorre em Sananduva, com missa de corpo presente, às 16 horas, na igreja matriz. O sepultamento será às 17 horas, no Cemitério Municipal de Sananduva, sua terra natal.

 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais