Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Fique informado sobre esse novo vírus

por Marco Aurélio Santana
Foto: Divulgação

Quando suspeitar de infecção pelo novo Coronavírus = COVID-19?

Quando a pessoa apresentar febre e sintoma respiratório como: tosse, congestão nasal ou falta de ar, após ter visitado algum dos países de risco (confira a lista atualizada em www.saude.gov.br/listacorona)  em até 14 dias prévios ao surgimento dos sintomas, ou que tenha entrado em contato próximo com pessoa suspeita ou confirmada de contaminação pelo Coronavírus.

O que fazer em caso de suspeita da doença?

Em caso de sinais de gravidade como FALTA DE AR, dirigir-se imediatamente a emergência do HCSPL - Hospital Comunitário São Peregrino Lazziozi.

Na presença de sinais e sintomas como tosse e febre (SEM falta de ar, cansaço ou fraqueza), entrar em contato telefônico com ao Posto de Saúde mais próximo de sua residência (números em anexo) para agendar o atendimento. Referir explicitamente trata-se de caso suspeito de infecção pelo novo Coronavírus.

No trajeto para o atendimento, sempre cobrir o nariz e boca com lenço descartável ao espirrar ou tossir, higienizar a mãos frequentemente com água e sabão ou álcool gel e manter os ambientes bem ventilados.

A infecção pelo novo Coronavírus é grave?

Embora alguns pacientes tenham apresentado doença severa, um estudo com 44.500 casos confirmados da infecção na China demonstrou que 81% dos pacientes apresentaram quadros leves (sem ou com pneumonia branda). Dos demais, 14% tiveram pneumonia severa e 5% foram críticos. Os casos graves foram mais frequentes entre idosos e pessoas com comorbidades. A mortalidade média foi de 2,3%.

Como o vírus é transmitido?

Embora ainda não completamente compreendido, sabemos que a transmissão de pessoa para pessoa ocorre principalmente por meio de gotículas respiratórias eliminadas através de tosse ou espirro.

As crianças são mais suscetíveis ao COVID-19?

Não há evidência de que crianças sejam mais vulneráveis que adultos a infecção pelo novo Coronavírus. De fato, embora escassos e ainda inconclusivos, relatórios da China indicam que casos graves em crianças são incomuns.

Como prevenir a transmissão da doença?

Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos a base de álcool (gel).

Evitar tocar nos olhos, nariz e boca.

Limitar o contato próximo (aperto de mãos, abraços, beijos) com pessoas doentes.

Evitar circulação desnecessária na comunidade enquanto estiver doente.

Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Manter os ambientes arejados.

Evitar o compartilhamento de utensílios pessoais (ex, toalhas, copos, talheres, etc..) e rodas de chimarrão.

Há vacina ou remédio contra o vírus?

Até o momento não há vacina ou tratamento antiviral específico aprovado para o tratamento do COVID-19. O tratamento realizado é de suporte.

Tomei a vacina da gripe. Estou protegido contra o Coronavírus?

NÃO. A vacina da gripe protege somente contra o vírus influenza.

Telefones dos POSTOS DE SAÚDE de Veranópolis:

  • ESF Santo Antônio: (54) 3441-8178
  • ESF São Francisco:  (54) 3441-4491
  • ESF Renovação:       (54) 3441-8341
  • ESF Medianeira: (54) 3441-6797
  • UBS Universal:    (54) 3441-4127
  • Posto Central:     (54) 3441-1458

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais