Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Vila Flores inaugura a décima agroindústria

por Marco Aurélio Santana

Com uma população de aproximadamente 3.300 habitantes, o município de Vila Flores conta com 10 agroindústrias familiares, uma média de uma para cada 330 habitantes. Na tarde de terça-feira, dia 20 de agosto, foi inaugurado o mais novo empreendimento do município, a agroindústria familiar de ovos coloniais Bepi e Gema, localizada na comunidade São Lourenço.

O ato contou com a presença do prefeito vilmor Carbonera, vice-prefeito Rudimar Peruzzo, das secretárias municipais da Agricultura, Cleusa Curtarelli, da Administração e Fazenda, Daniela Ghellere, e da Educação e Cultura, Rafaela Peruzzo, o vereador Isidoro Paludo, da gerente regional da Emater/RS-Ascar, Sandra Dalmina, da chefe do escritório da Emater de Vila Flores, Marilia Paiva, e integrantes da equipe, da coordenadora regional da Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Lucimar Rodrigues, e representantes da Sicredi Serrana.

Para a gerente da Emater/RS-Ascar, as constantes inaugurações de agroindústrias no município demonstram a sólida parceria da Prefeitura, Emater/RS-Ascar e Estado no apoio a esses estabelecimentos, bem como o empreendedorismo das pessoas da região e a aptidão para a transformação da matéria-prima, a agroindustrialização. "A gente só tem que pegar isso e transformar numa empresa, numa agroindústria, agregando valor ao produto e gerando renda para as famílias, qualidade de vida e satisfação pessoal", afirmou Sandra.

O prefeito também destacou a importância do trabalho integrado das instituições para o progresso do município e lembrou que Vila Flores já aderiu ao Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf), estando à disposição das agroindústrias que puderem e quiserem comercializar seus produtos na região e no Estado.

Agroindústria da família Conte

A agroindústria familiar de ovos coloniais foi uma iniciativa dos nonos José e Gema Conte, e por isso o nome "Bepi (José no dialeto italiano) e Gema" em homenagem a eles. Para que o sonho se tornasse realidade, contou com o apoio de várias entidades. "É uma conquista de todos", diz a nora do casal, Daviane de Morais. De acordo com ela, que também atua no empreendimento junto com o marido, Marcos Conte, a agroindústria deve crescer e tomar o lugar da produção de leite na propriedade, que conta ainda com suínos e lavouras.

Ela diz que tudo começou com 15 galinhas criadas pelos sogros. Hoje já são 600, que são criadas soltas no galpão, mas futuramente terão piquetes com pasto. Com registro no Sistema de Inspeção Municipal (SIM), a agroindústria comercializa seus produtos em feiras, para restaurantes, supermercados e outras agroindústrias, desenvolvendo a economia local. Mas a intenção é chegar a mais de 2 mil galinhas e expandir as vendas de ovos para o Estado, a partir da inclusão no Susaf. "A gente está tentando se aperfeiçoar para seguir as regras para poder aderir ao programa do Estado. A agroindústria já está dando certo e a gente espera que dê mais certo ainda", conclui Daviane.

Na ocasião, a agroindústria recebeu o certificado de inclusão no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf). Na região de Caxias do Sul, já são 220 agroindústrias legalizadas, que comercializam seus produtos em feiras, supermercados e para o mercado institucional, entre outros.

Com informações e fotos Assessoria de Imprensa Emater/RS-Ascar - Regional de Caxias do Sul.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais