Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:00:00
Um Olhar Diferente
12:10:00
 
 

Biblioteca do Campus Veranópolis do IFRS passa a ser nomeada Biblioteca Cely Dal Pai de Mello

por Dirceu Tedesco

A escolha do nome se deu por meio de uma votação entre os servidores e os estudantes

Foto: Divulgação

A Biblioteca do Campus Veranópolis do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS) passou a chamar-se Biblioteca “Cely Dal Pai de Mello”, em uma homenagem à escritora veranense. A escolha do nome se deu por meio de uma votação entre os servidores e os estudantes, em comemoração à Semana Nacional do Livro e da Biblioteca, realizada de 23 a 29 de outubro de 2019. Uma cerimônia de inauguração oficial da Biblioteca e uma homenagem aos familiares da escritora estão previstas para ocorrer no mês de dezembro de 2019.

Além de Cely Carolina Dal Pai de Mello, estavam entre os nomes para serem votados outras personalidades que deixaram um legado importante para a educação, a cultura, a arte ou a literatura de Veranópolis: a professora Virgínia Bernardi; a professora de música Mathilde Cerveira Cagliari; e o poeta Lari Franceschetto. Os nomes foram selecionados em parceria com a Biblioteca Pública Mansueto Bernardi, com o objetivo de homenagear o município e aproximar a instituição da comunidade.

Comunidade externa pode fazer consultas na biblioteca

A biblioteca do Campus Veranópolis funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 22h, junto ao campus (BR-470, Km 172, 6.500, bairro Sapopema). O acervo físico contém 670 títulos e 2.091 exemplares cadastrados. São livros, obras de referências, folhetos, CDs, DVDs, gibis, trabalhos de conclusão de curso e revistas. O catálogo pode ser consultado pela internet, no site ifrs.edu.br/veranopolis (lembrando que é preciso verificar se a disponibilidade do exemplar é no Campus Veranópolis ou em outra unidade do IFRS). Entre as áreas do conhecimento contempladas no acervo estão Ciências Exatas e da Terra; Engenharias; Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Humanas; Linguística, Letras e Artes.

Qualquer pessoa da comunidade pode consultar as obras na biblioteca, gratuitamente. Aos estudantes e servidores é oferecido ainda a retirada de exemplares e o acesso a livros eletrônicos e ao Portal de Periódicos da Capes.

Sobre Cely Carolina Dal Pai de Mello

Cely Carolina Dal Pai de Mello nasceu em Veranópolis, em 16 de outubro de 1923. Em suas obras, utilizava o pseudônimo de Cymel. No Grupo Escolar de Veranópolis fundou o Clube Escolar Literário Instrutivo (CELI), para o qual escrevia dramas, contos e novelas. Foi para Novo Hamburgo, onde cursou a Escola Normal, casou-se e teve três filhos.

Transferiu residência para Porto Alegre, quando concorreu em um concurso de contos promovido pela Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul. Premiada, recebeu convite para ingressar na entidade. Por 37 anos, entre 1943 e 1980, integrou a Academia e contribuiu com a revista da entidade, Ateneia. Em 1958, lançou a sua primeira obra, Policromia Serrana. Ao todo, foram sete obras literárias, além de participações em antologias e em revistas.

Suas obras são marcadas pela busca de soluções para os dilemas do homem contemporâneo, entre elas a busca de explicação para os mistérios do cosmos. Sua biblioteca tinha mais de 700 livros sobre civilizações antigas, origens da humanidade, arqueologia e ufologia. Atenta para este último tema, Cely também era conhecida como Cely Cósmica e Irmã das Estrelas.

Fonte: arquivo documental da Biblioteca Pública Mansueto Bernardi

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais