Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Margaridas debatem direitos das mulheres rurais

por Ana Lúcia Jacomini

Marcha das Margaridas, em sua sétima edição, começa nesta terça-feira em Brasília

Com a expectativa de reunir mais de 100 mil mulheres, a 7ª Marcha das Margaridas inicia nesta terça-feira, 15/08, em Brasília. Elas vão participar de uma intensa programação que seguirá até a quarta-feira, 16/08, no Pavilhão do Parque da Cidade. A expectativa das mulheres rurais é de que o anúncio do resultado das negociações da pauta de reivindicações seja feito pelo próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no ato de encerramento, em palco montado nas proximidades do Congresso Nacional.

Nesta terça, praticamente toda a programação será concentrada no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. Na área externa, a estrutura recebe a Mostra Nacional da Produção das Margaridas, com troca de sementes e rodas de conversa. Paralelamente às atividades, no Plenário do Senado Federal, acontecerá a Sessão Solene em homenagem à Marcha das Margaridas com a presença de mulheres do campo, da floresta e das águas de todos os estados brasileiros e de outros países. Ainda, haverá lançamento de livros, espetáculos, exibição de filmes e documentários.

Além desses e de outros espaços, a programação contará com oficinas temáticas e lúdicas, painéis e rodas de conversas, plenárias, partilha de saberes, tenda da cura, atividades autogestionadas, apresentações culturais e muito mais. Todas essas atividades previstas estão articuladas ao lema da 7ª Marcha das Margaridas: “Pela Reconstrução do Brasil e Pelo Bem Viver” e com os 13 eixos políticos da Marcha das Margaridas 2023:

Democracia participativa e soberania popular; Poder e participação política das mulheres; Vida livre de todas as formas de violência, sem racismo e sem sexismo; Autonomia e liberdade das mulheres sobre o seu corpo e a sua sexualidade; Proteção da Natureza com justiça ambiental e climática; Autodeterminação dos povos, com soberania alimentar, hídrica e energética; Democratização do acesso à terra e garantia dos direitos territoriais e dos maretórios; Direito de acesso e uso da biodiversidade, defesa dos bens comuns; Vida saudável com agroecologia e segurança alimentar e nutricional; Autonomia econômica, inclusão produtiva, trabalho e renda; Saúde, Previdência e Assistência Social pública, universal e solidária; Educação Pública não sexista e antirracista e direito à educação do e no campo; Universalização do acesso à internet e inclusão digital.

O ato de abertura político-cultural da Marcha das Margaridas acontecerá no palco principal do Pavilhão do Parque da Cidade, às 17h, com transmissão no Facebook, YouTube e Portal da CONTAG, e no Facebook da Marcha das Margaridas. Este momento contará com a participação de diversas autoridades, personalidades, de representantes de organizações parceiras e de diversas convidadas e convidados. 

O momento mais esperado pelas Margaridas a cada quatro anos é o dia da tradicional marcha em direção à Esplanada dos Ministérios. Na quarta-feira, 16/08, a partir das 7h da manhã, as mulheres sairão do Pavilhão do Parque da Cidade com suas bandeiras, chapéus de palha, faixas, batuques, percorrendo um trajeto de aproximadamente seis quilômetros. A Marcha das Margaridas é coordenada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares - Contag, pelas Federações e Sindicatos filiados e por 16 organizações parceiras. A 7ª Marcha das Margaridas tem como lema “Pela Reconstrução do Brasil e pelo Bem Viver” e conta com o patrocínio da Caixa, do Conselho Nacional do SESI, do SEBRAE e do governo federal.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Veranense

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais