Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
06:30:00
Caminhos da Fé
08:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Homero Marcolina assume presidência da Câmara de Vereadores

por Eduardo Cover Godinho

Peemedebista, que seria presidente em 2018, afirmou que atividade continuará sendo conduzida de forma clara e com celeridade

Vereador comanda Poder Legislativo menos de cinco meses após posse de Ademir Damo (PDT)
Foto: Eduardo Cover Godinho

A Câmara de Vereadores de Guaporé viveu na primeira semana do quinto mês de 2017 uma grande reviravolta. Os trabalhos, até então tranquilos e bem conduzidos no Poder Legislativo, não serão mais comandados pelo parlamentar pedetista Ademir Damo. O empresário, que estava em seu terceiro mandato na representavidade do povo, teve a cassação oficiada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) - Justiça Eleitoral, sendo obrigado a afastar-se imediatamente da função. Com a situação, a Diretoria e a Assessoria Jurídica da Casa Legislativa tomaram as providências legais e afastaram o presidente e prontamente deram posse ao seu vice Homero Loreni Marcolina (PMDB).

O peemedebista, eleito com 847 votos – 7º mais votado entre os 40 candidatos, disse que assumir a presidência da Câmara de Vereadores desta forma, com o afastamento do colega da coligação Pra Frente Guaporé (PDT, PMDB, PTB, PPS e PR), não era a pretendia. Marcolina salientou que havia um “acordo de cavalheiros” e que estaria comandando as ações no ano que vem, mas foi surpreendido com a decisão unânime da Justiça Eleitoral.

“Não foi da forma que eu gostaria de ter sido. Há um’ acordo de cavalheiros’ no qual destaca que Ademir Damo (PDT) assumiria o primeiro ano e eu seria presidente no segundo ano da gestão legislativa. Infelizmente por uma decisão da Justiça Eleitoral o ex-presidente Damo foi afastado, acredito que momentaneamente, pois entrou com recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e acredita, tem muita esperança, que reverterá a decisão voltando ao comando da Casa do Povo. Estou com essa missão temporária, mas que pode ser definitiva de presidir a Câmara de Vereadores o que muito me orgulha”.

Marcolina comanda sua primeira sessão ordinária na manhã da quinta-feira, dia 11. Os trabalhos acontecem no Plenário Roberto Baldasso e na oportunidade ocorrerá a posse do suplente de vereador Paulo César Giroldi (PMDB). O parlamentar peemedebista ocupa a cadeira do afastado Damo. Giroldi, titular no Poder Legislativo na gestão 2013/2016, obteve nas eleições de outubro de 2016 a confiança de 579 eleitores (3,72% dos votos válidos), sendo o 12º candidato mais votado. Até que não saia a decisão do recurso em Brasília, Giroldi segue como parlamentar. Ele poderá assumir definitivamente caso a cassação de Damo seja confirmada pelo pleno do TSE.

 

Mudança nas bancadas

Com a cassação de Damo, a composição das bancadas na Câmara de Vereadores de Guaporé mudou. O PDT, que contava com três parlamentares, agora tem dois (Antônio Panfolo e Rodrigo De Marco). O PMDB que tinha dois, agora é reforçado com mais um. Paulo Giroldi junta-se a Homero e Jairo Zanatta. As demais bancadas PTB (Dr. Marisa), PT (Ronaldo Donida e Valter Mann) e PP (Adílio Pasini, Pato e Valcir Fanton) não sofreram alterações.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários