Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Dermatologista Clarissa Mitri Espanhol fala sobre o câncer de pele – Rádio Sarandi

por José Leal de Oliveira
Foto: Divulgação

Quando o assunto é câncer de pele muitas dúvidas permeiam o assunto. Dentre elas, como identifica-lo e qual o tratamento. Em entrevista à Rádio Sarandi, a Dermatologista Clarissa Mitri Espanhol, enfatizou a importância de identificar lesões atípicas, que aparecem em regiões como face e rosto. “As lesões mais prevalentes normalmente aparecem em regiões que foram mais expostas ao sol ao longo dos anos. Na face, pescoço, orelha, braços, mãos. Pode ser uma ferida que não cicatrizou a mais de um mês.” Diz ela.

Dr. Clarissa afirma que há mais de 3 mil doenças de pele, e nem tudo pode ser câncer. Por isso, a procura pelo médico dermatologista é importante. “Na consulta será utilizado o dermatorscópio, que analisa a lesão. As vezes a gente consegue tratar queimando, e outras a gente tem que biopsiar e tratar. Mas nem tudo de câncer, deve ser examinado” afirma.

Outro fator de risco, segundo a dermatologista, é identificado em pessoas que tenham a pele mais clara. “A pele mais clara, principalmente de trabalhadores da agricultura, ou pessoas que tenham os olhos claros. Essas são as pessoas que mais sofrem mais.” Avalia ela.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais