Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

1.929 eleitores guaporenses tiveram título cancelado

por Eduardo Cover Godinho

Contingente, segundo o chefe do Cartório Eleitoral Silvio Alves da Silva, não compareceu para fazer o cadastro biométrico. Prazo para regularização terminou no dia 9 de maio

Foto: Divulgação

Mais de 151 mil eleitores não poderão votar nas eleições de 2018 porque não fizeram o cadastramento biométrico e tiveram seus títulos eleitorais cancelados no Rio Grande do Sul. Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) que realizou o processo biométrico em 426, das 497 cidades gaúchas. Em 71, a votação será híbrida, ou seja, a verificação das impressões digitais ocorrerá apenas para eleitores que já possuem dados coletados. Para os demais, a identificação ocorrerá da forma tradicional, manualmente. Não é o caso dos seis municípios pertencentes a 22ª Zona Eleitoral da Comarca de Guaporé. Na “Capital da Hospitalidade”, Serafina Corrêa, Dois Lajeados, São Valentim do Sul, Montauri e União da Serra, todos os 37.425 eleitores que se dirigirem as 126 seções (mesas receptoras de votos) irão usar as impressões digitais para a identificação.

O último município da Comarca a realizar o processo de cadastramento biométrico foi Guaporé. Maior colégio eleitoral, a cidade tinha 19.137 eleitores aptos nas eleições municipais 2016. Deste total, somando mais ou novos eleitores e aqueles que mudaram de domicílio eleitoral, 17.611 compareceram para o recadastramento biométrico. Segundo o TRE/RS, 1.929 guaporenses poderiam votar em 7 de outubro, porém perderam os prazos dados pela Justiça Eleitoral e estão fora.

“Os 1.929 eleitores guaporenses que não respeitaram o prazo e que não regularizaram sua situação até o dia 9 de maio tiveram seu título cancelado. Informamos que o cadastro eleitoral, para que possa ficar em dia com a Justiça Eleitoral, vai ser reaberto em 5 de novembro. A partir desta data, eles poderão comparecer no Cartório Eleitoral e regularizar sua situação e estar habilitado para o pleito de 2020”, disse Silvio Alves da Silva, chefe do Cartório Eleitoral de Guaporé.

No Brasil, conforme os dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 3,6 milhões de brasileiros ficarão de fora do processo democrático para a escola dos deputados estaduais e federais, senadores, governadores e presidente da República. O prazo para registrar as digitais para as eleições deste ano acabou no mês de maio.

Central de Conteúdo Unidade Sarandi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais