Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Defensoria Pública de Caxias tem atendimento aprimorado

por Ivan Sgarabotto

A Defensoria Pública do Estado em Caxias do Sul atua em cerca de 14 mil processos na comarca, dos quais mais de 900 casos por mês nas áreas cível, familiar, criminal, de execução penal e de infância e juventude

Foto: Luiz Chaves

Para proporcionar mais conforto e agilidade no atendimento à população, foi inaugurada no final da tarde desta sexta-feira (20) a nova sede da Defensoria Pública do Estado, em Caxias do Sul. O espaço, localizado na Avenida Independência, 2393, tem 630 m² e conta com ampla sala de espera, salas distintas para cada tipo de assistência, gabinetes individuais e espaço exclusivo para mediação.

Ao defender um padrão de atendimento que permita mais integração entre secretarias, órgãos e unidades estaduais, o governador José Ivo Sartori destacou a importância do serviço prestado pela Defensoria para as camadas mais humildes da população. "É nossa obrigação atender bem as pessoas e isso não depende apenas de dinheiro, mas de gestão, de entrega e de envolvimento. Mesmo com cortes, existe um esforço para manter e melhorar os serviços essenciais".

O defensor público geral do Estado, Nilton Leonel Arnecke Maria, informou que a expectativa é auxiliar mais de 10 mil pessoas por ano na nova unidade. "De janeiro até agora 2.818 cidadãos já foram atendidos pela Defensoria Pública em Caxias do Sul. A maioria são pessoas em situação de vulnerabilidade social, que não têm a quem recorrer", afirmou.

Também participaram da solenidade a secretária extraordinária de Políticas Sociais, Maria Helena Sartori, o prefeito de Caxias do Sul, Alceu Barbosa Velho, o deputado federal Mauro Pereira, vereadores, o presidente da Subseção Municipal da Ordem dos Advogados do Brasil, Air Paulo Luz, representantes do Tribunal de Justiça do Estado e do Ministério Público Estadual, defensores públicos e funcionários da nova unidade. 

A Defensoria Pública do Estado em Caxias do Sul atua em cerca de 14 mil processos na comarca, dos quais mais de 900 casos por mês nas áreas cível, familiar, criminal, de execução penal e de infância e juventude.

Texto: Gabriela Alcantara

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários