Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Médico veterinário esclarece sobre raiva herbívora registrada no Distrito de Silva Jardim, Serafina Corrêa

Baixar Áudio por Valesca Heloisa Andreolli

Kleitton A. Pan, médico veterinário e fiscal estadual agropecuário fala sobre os procedimentos realizados, e medidas de prevenção que devem ser adotadas pelos produtores e criadores de animais

Kleitton A. Pan médico veterinário e fiscal estadual agropecuário
Foto: Divulgação

No começo do mês de julho, a Inspetoria Veterinária de Serafina Corrêa registrou a ocorrência de um foco de raiva herbívora em um animal bovino, em uma propriedade rural em Silva Jardim, distrito de Serafina Corrêa.

Os profissionais responsáveis realizaram os procedimentos no atendimento a suspeita, que se confirmou, como explica em entrevista Kleitton A. Pan, médico veterinário e fiscal estadual agropecuário.  

A Vigilância em Saúde de Serafina Corrêa também acompanha o caso.

Pan, fala sobre os procedimentos realizados, e medidas de prevenção que devem ser adotadas pelos produtores e criadores de animais.

Abaixo as notas dos procedimentos e ações realizadas.

Comunicamos através da NOTA TÉCNICA Nº 002/2019 em anexo, a ocorrência de um foco de Raiva Herbívora no Distrito de Silva Jardim, município de Serafina Corrêa/RS.

 Segue abaixo, o histórico dos procedimentos adotados no atendimento da suspeita pela Inspetoria local:

 - Dia 01/07/19, segunda-feira (17h15): NOTIFICAÇÃO realizada por veterinário particular da suspeita de síndrome nervosa (sinais neurológicos) em um bovino, fêmea, com 04 anos, nativo da propriedade.

 - Dia 02/07/19: ATENDIMENTO da notificação, abertura do FORM-IN 43204040050, exame clínico do animal suspeito e entrevista com os proprietários. Fundamentamos a suspeita, houve sacrifício da vaca e posterior colheita do encéfalo do animal.

 - Dia 03/07/19: preparação da amostra, formulários e envio ao laboratório oficial IPVDF (SEAPDR-RS), por SEDEX-10.

- Dia 04/07/19: amostra na triagem.

- Dia 08/07/19: amostra em análise.

- Dia 09/07/219: CONFIRMÇÃO da suspeita, com laudo positivo entregue pelo laboratório via e-mail.

- Dia 10/07/19: Notificamos a Vigilância em Saúde do município (Of. nº005/19) no mesmo dia que recebemos o laudo, para atender o produtor, seus familiares e o veterinário que entrou em contato / exposição à zoonose.

- Dia 11 a 14/07/19: Educação sanitária com produtores rurais na ExpoCooperlate.

- Dia 15/07/19: Emissão de nota técnica.

- Dia 16/07/19: Divulgação da NOTA TÉCNICA Nº 002/2019.

 Complementamos com as seguintes observações:

Não há registro de mordedura de morcegos hematófagos na propriedade e na região. Mesmo assim, o ataque por ser noturno, pode estar acontecendo.

Será necessário identificar possíveis refúgios dos morcegos hematófagos naquela região.

Devido a 10ª ExpoCooperlate, conseguimos emitir a nota técnica ontem para informá-los dessa situação.

Aos municípios de Montauri e Casca, pela proximidade ao local da ocorrência do foco de Raiva herbívora, aproveitamos a oportunidade para comunicá-los oficialmente. Solicitamos apoio na vigilância da região para possíveis suspeitas em localidades de seus municípios.

Estamos à disposição para outros esclarecimentos.

Atenciosamente,

KLEITTON A. PAN

Fiscal Estadual Agropecuário

Médico Veterinário Oficial

CRMV-RS 8986 IF:2861011/01 

INSPETORIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA (I.D.A.) DE SERAFINA CORRÊA SECRETARIA DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL DO RIO GRANDE DO SUL (SEAPDR-RS)

SUPERVISÃO REGIONAL DE ESTRELA - DEPARTAMENTO DE DEFESA AGROPECUÁRIA (DDA)

RUA IPIRANGA, 2124 - SALA 01 - CENTRO - CEP: 99250-000 SERAFINA CORRÊA-RS

FONE/FAX: (54) 3444-1288

Comunicamos que da parte da vigilância em saúde de Serafina Corrêa - RS foram realizadas as seguintes ações:

- visita a família para orientações e investigação doa contatos;

- notificação dos contatos para o sistema SINAN - ficha de investigação de atendimento antirrábico humano;

- vacinação preventiva dos contatos (4 na família e o vizinho) que tiveram contato com o bovino infectado (em andamento, aplicado até o momento a 1ª e 2ª dose).

- comunicação a 6º Coordenadoria Regional da Saúde na pessoa da Senhora Marli Favretto, médica veterinária responsável pela vigilância da raiva, que nos lê em cópia.

A disposição.

Enf. Marla Gallina

Coordenadora

Fiscal Peter Ferronato

Vigilância Ambiental em Saúde

Central de Conteúdo Unidade Rosário

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais