Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Homem encontrado morto pode ser Luiz Pezzi

por André Fabio Bresolin

Corpo foi encontrado por um colaborador de uma vinícola num ponto de difícil acesso

Agentes da Delegacia de Polícia (DP), de Guaporé, coordenados pelo delegado Tiago Lopes de Albuquerque, buscam explicações para o corpo, em estado avançado de decomposição, localizado na tarde da quarta-feira, dia 5 de junho, por volta das 14h30min, em uma propriedade rural, na linha Quinta Pinheiro Machado. A vítima, vestindo uma camisa (provavelmente social) branca com listras, uma calça de cor escura e somente de meias, estava dentro de um buraco encolhida. Há poucos metros, um molho de chaves preso a um cortador de unhas e um tênis, cor branca/marca Nike, estavam jogados.

O corpo foi encontrado por um colaborador de uma vinícola num ponto de difícil acesso. Ele, que comunicou as forças da segurança pública do fato, disse estar a procura de um animal que havia se perdido. Durante os trabalhos dos policiais do 4º Pelotão da Brigada Militar (BM) e dos policiais da Delegacia de Polícia (DP), de Guaporé, várias provas foram colhidas.

“Realmente é um local de difícil acesso e que possibilita que um corpo fique bastante tempo sem que ninguém encontre. Por sorte, um colaborador da vinícola, que estava à procura de um animal na propriedade, entrou na mata fechada, sentiu o forte cheiro e acabou localizando o corpo dentro de um buraco”, disse o delegado.

Na remoção da vítima do buraco, os policiais civis localizaram uma carteira com documentos de Luiz Paulo Pezzi, 61 anos. O homem estava desaparecido há 28 dias. Ele foi visto pela última vez no dia 8 de maio, por volta das 11h, em frente à sua residência no bairro Nossa Senhora do Carmo (Pinheirinho). Apesar da documentação encontrada junto ao corpo, o delegado afirma que não há como precisar se é ou não o homem que encontra-se desaparecido. Porém, conforme Albuquerque, tudo indicar ser Luiz Pezzi.

“Os policiais civis vão efetuar algumas diligências para confirmar a identificação da vítima. Vamos buscar junto aos familiares que identifiquem alguns objetos que foram encontrados próximos do corpo, bem como se as vestimentas permitem algumas características específicas. Posteriormente, acreditamos que com a identificação prévia, vamos encaminhar ao Departamento Médico Legal (DML) para que possamos ter mais detalhes e saber a causa da morte. Os documentos que estavam na carteira são de Luiz Pezzi e até acreditamos ser ele. Mas vamos aguardar. Não podemos nos precipitar”, destacou.

O delegado Albuquerque afirmou que os trabalhos de investigação estão em andamento. A busca é saber como o corpo foi parar naquele lugar e se a vítima foi assassinada. Em caso positivo, de que forma e a motivação para a apuração dos culpados.

As buscas

Familiares, policiais civis e militar e o Corpo de Bombeiros Militar (CB), de Guaporé, realizaram diversas buscas ao corpo de Luiz Pezzi. Foram inúmeras as vezes que, em especial os bombeiros, estiveram efetuando uma varredura nas proximidades do antigo Curtume Termignoni e nas margens do Acesso Sul, bem como no trajeto do Arroio Barracão entre os bairros Nossa Senhora do Carmo (Pinheirinho) e a Linha 3 de Maio (Brítola) para tentar encontrar o desaparecido. Porém, em todas elas não houve sucesso. Na tarde da quarta-feira, dia 5 de junho, as forças da segurança pública localizaram o corpo que aparenta ser de Pezzi. Os bombeiros estiveram na propriedade da Linha Quinta Pinheiro Machado, mas a vítima já havia sido removida e não foi necessária a atuação.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários