Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Polícia Civil prende um dos suspeitos do assalto à BRF em Serafina Corrêa

por André Fabio Bresolin

No imóvel foram localizados armas, documentos falsificados e um automóvel emplacado em Guaporé

Agentes da Polícia Civil (PC), através da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) – coordenada pelo delegado Diogo Ferreira, com apoio da Delegacia de Polícia (DP) de Guaporé e Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), efetuaram na manhã da terça-feira, dia 5 de novembro, a prisão de um jovem acusado de participação no roubo à Unidade da Brasil Foods (BRF), em Serafina Corrêa. Os policiais civis cumpriram um mandado de busca e apreensão no bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, e no imóvel localizaram A.S.M., 20 anos, além de armas, documentos falsificados e um automóvel, emplacado em Guaporé.

A atividade de investigação da quadrilha que assaltou dois caixas eletrônicos da BRF/Serafina Corrêa, levando pânico para cerca de 700 colaboradores que estavam na empresa no momento da prática criminosa, iniciou na madrugada do dia 1º de outubro, através da coordenação do delegado Tiago Lopes de Albuquerque e equipes de Guaporé e Serafina Corrêa. Com troca de informações com a DRACO, que posteriormente assumiu os trabalhos, foi possível identificar um dos autores do roubo. Este, conforme os policiais civis, estava foragido do sistema prisional gaúcho pelo crime de roubo à residência, na zona rural de Guaporé (Linha Segunda/Três de Maio). Na oportunidade, o jovem efetuou disparos contra a vítima que não foi atingida.

“A investigação avançou consideravelmente e descobrimos o local onde este criminoso estaria escondido, em um beco do Bairro Rubem Berta, em Porto Alegre, quase divisa com Alvorada”, disse o delegado Ferreira.

Durante a ação da DRACO, com a colaboração dos policiais da CORE, houve a localização do foragido e, com ele, foi apreendida uma pistola Bersa (Calibre 9mm), um revólver (calibre 38) – furtado do cofre de uma farmácia de Porto Alegre, e uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsificada. O documento era utilizado pelo preso. A.S.M. tentou fugir e resistir à prisão. Ele foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo, receptação e uso de documento falso.

As investigações para a elucidação do caso e a identificação dos outros quatro envolvidos no roubo aos caixas eletrônicos da Unidade da BRF, em Serafina Corrêa, prosseguem.

O assalto

Na madrugada do dia 1º de outubro, criminosos invadiram a sede da empresa BRF, rederam vigilantes e funcionários e, utilizando explosivos, abriram um dos caixas eletrônicos. Os assaltantes conseguiram levar uma quantia em dinheiro não informada, além de pertences pessoais de funcionários. Os cinco criminosos estavam com duas armas curtas e três espingardas de grosso calibre.

A Polícia Civil acredita que o bando era experiente. Eles estavam de luvas e toucas/máscaras, utilizando os dispositivos para dificultar o trabalho de investigação. Havia prévia informação que os caixas estavam abastecidos para o pagamento dos colaboradores da BRF. Os criminosos, durante a prática delituosa, lesionaram uma das vítimas e fugiram pela rodovia ERS-129 em direção a Guaporé. Na fuga, abandonaram um automóvel no meio da pista de rolamento e, dias depois, os policiais encontraram um outro numa propriedade rural no Distrito de Colombo.

Central de Conteúdo/Rádio Aurora 107.1 FM
Rede Scalabriniana de Comunicação
Siga-nos no Instagram: @rdauroraguapore

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários