Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Soledade é alvo de operação da Policia Federal contra lavagem de dinheiro

por Ivan Sgarabotto

Um homem foi preso em Soledade na madrugada desta quinta-feira

Conforme informações em Soledade teria envolvidos na ação criminosa

Uma operação desencadeada pela Policia Federal está sendo realizada desde a madrugada desta quinta-feira, 05/03, no Paraná, Santa Catarina, São Paulo e Rio Grande do Sul, contra os crimes de lavagem de dinheiro e evasão de divisas (envio ilegal de recursos ao exterior).

Conforme informações, serão cumpridos 134 mandados, sendo nos municípios de Foz do Iguaçu, Santa Terezinha de Itaipu, Matelândia, Cascavel, Toledo, e Altônia, no Paraná; Joinville, em Santa Catarina; Soledade, no Rio Grande do Sul; e Ribeirão Preto e Monte Aprazível, em São Paulo.

Serão cumpridos sete mandados de prisão preventiva, 34 de prisão temporária, 25 mandados de condução coercitiva, quando o suspeito é levado para prestar depoimento, e 68 mandados de busca e apreensão. 

Segundo informações levantadas pela reportagem da Rádio Cristal, um homem foi preso durante a madrugada, por agentes da PF, sendo que o nome do suposto envolvido não foi revelado, mas seria de Foz do Iguaçu, que estaria em um hotel do município.  

De acordo com a PF, o esquema teria movimentado mais de R$ 600 milhões e os investigados eram responsáveis por conferir a aparência lícita a recursos financeiros de origem criminosa e remeter o dinheiro ao Paraguai. 

O grupo investigado utilizava contas bancárias de 87 empresas, a maioria delas fictícias, para receber valores de pessoas físicas e jurídicas de diversos estados interessadas em adquirir mercadorias, drogas e cigarros do Paraguai. 

Além dessas atividades, para atender às exigências de doleiros paraguaios, a organização criminosa também seria responsável por transferir parte dos ativos ilícitos para contas bancárias brasileiras controladas pelos doleiros. 

As prisões temporárias têm prazo de cinco dias e podem ser prorrogadas pelo mesmo período. Já as preventivas não têm prazo pré-definido. 

Cerca de 200 policiais federais e 30 servidores da Receita Federal atuam no cumprimento dos mandados.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais