Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

44 ministros extraordinários da sagrada comunhão eucarística foram formados em Guaporé e região

por Eduardo Cover Godinho

Celebrações religiosas nas paróquias de Guaporé e Serafina Corrêa contaram com a presença do arcebispo da Arquidiocese de Passo Fundo dom Rodolfo Luís Weber

Ministros de Guaporé e São Valentim do Sul durante formatura com a presença do arcebispo dom Rodolfo
Foto: Divulgação

Com a presença do arcebispo da Arquidiocese de Passo Fundo, dom Rodolfo Luís Weber, as paróquias de Guaporé e Serafina Corrêa realizam nos dias 7 e 8 de dezembro, a formatura de 44 ministros extraordinários da sagrada comunhão eucarística. São 20 homens e mulheres do município de Guaporé, 15 de Serafina Corrêa, cinco de São Valentim do Sul e quatro de Dois Lajeados, de reconhecida idoneidade cristã, fé esclarecida, adequada preparação doutrinal, comunhão eclesial e vida cristã íntegra. Eles, a partir da formação e reconhecimento, terão como missões a distribuição da sagrada comunhão nas Missas, aos doentes, em suas casas, na igreja, a exposição do Santíssimo Sacramento para adoração, não lhes sendo permitido em ocasião alguma dar a bênção com o Santíssimo e, em caso excecional, animar a assembleia dominical na ausência de presbítero.

A formação dos novos ministros da sagrada comunhão eucarística, realizada em dois sábados dos meses de outubro e novembro das 8h30min às 16h, foram conduzidas pelos padres Joel Ferrari (Guaporé) e Ivo Antônio Preto (Serafina). Durante as atividades, eles tiveram aprendizados sobre a importância e como manusear a Palavra de Deus (Bíblia – Novo e Antigo Testamento), compreensão de cada momento da Santa Missa e aprendizado sobre a funcionalidade dos instrumentos utilizados durante as celebrações. Além disso, os novos ministros tiveram atividades práticas como a entrega da eucaristia aos idosos e doentes que estão incapacitados de frequentar as missas e como conduzir a celebração da palavra (quando o Ministro faz a celebração da palavra no lugar do Padre).

O arcebispo dom Rodolfo salientou que a Igreja é formada pelo conjunto de todos os batizados e realiza a missão evangelizadora com a colaboração das pessoas.

“São pessoas enviadas, não em nome próprio, mas da Igreja Católica para ofertar a comunhão aqueles que estão acamados em suas residências e também aos que não conseguem mais se deslocar. É como se o padre viesse a casa do doente e trouxesse a comunhão. Ele é um enviado do Bispo e do Papa. Temos que ter a consciência de acolher bem essa pessoa que está indo ao encontro de quem está em sofrimento. Nós viemos celebrar a Eucaristia e demos essa missão ao grupo de pessoas de Guaporé e região”, disse dom Rodolfo.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais