Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Encontro Certo
19:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Vereador Tigrinho sugere ao Poder Executivo construção de abrigo municipal de passagem

por Eduardo Cover Godinho

Objetivo, segundo o petebista, é garantir a acolhida a pessoas em situação de vulnerabilidade pessoal e social

Foto: Eduardo Cover Godinho

Cidade interiorana com aproximadamente 26 mil habitantes, Guaporé destaca-se pela pujança, empreendedorismo e organização ao longo dos perímetros urbano e rural. É marca do Poder Público e dos munícipes a limpeza e os cuidados das vias urbanas. É raro ver pontos sem a atenção devida. Diante deste cenário, a comunidade acostumou-se, mesmo com o crescimento populacional pela oferta de emprego e pela qualidade de vida, a não visualizar pessoas passando por necessidades nas ruas. Salva as vezes um ou dois apareciam e logo partiam para outro lugar.

Os tempos mudaram, as dificuldades econômicas e sociais aumentaram e o número de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade cresceu. Diante do quadro, que apresenta-se com diversos pedintes e vendedores ambulantes vagando pela área central, o vereador Alessandro Eduardo De Almeida (PTB) apresentou durante a 22ª sessão ordinária, realizada na segunda-feira, dia 14 de junho, um projeto Sugestão para a criação de um abrigo municipal de passagem.

O objetivo geral, segundo o legislador, é garantir a acolhida a pessoas em situação de rua, migrante/imigrante, itinerante e munícipe, que se encontre em situação de fragilidade pessoal e social, com vista ao resgate dos direitos e inclusão social.

“Sua criação tem por objetivo acolher os imigrantes e os menos afortunados que perambulam pelas ruas da cidade e dormem ao relento”, destacou o petebista.

Conforme a proposta, o abrigo, com vinculação direta à Secretaria de Assistência Social e Habitação, teria funcionamento noturno e seria dotado de estrutura adequada e suficiente para o acolhimento em ambiente discreto, de forma a preservar a privacidade dos acolhidos.

“O espaço, como o próprio nome diz, seria para permanência temporária. O período máximo que a pessoas ficaria sob atendimento no abrigo municipal de passagem deve ser estipulado pelo Poder Executivo”, disse Tigrinho.

O projeto Sugestão será encaminhado para a Administração Municipal para análise.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais