Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
10:00:00
Gente Nossa
14:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Vereadores do PDT e MDB apresentam “Moção de Apoio” ao Corpo de Bombeiros Militar

por Eduardo Cover Godinho

Objetivo é sensibilizar o Governo Estadual para que efetue o chamamento dos excedentes aprovados no processo seletivo do curso técnico em segurança púbica

Com base no Regimento Interno da Casa Legislativa de Guaporé, no Capítulo V - Artigo 91, os vereadores das bancadas do PDT Fernanda Debona Baldin e Gilson Dai Pra, bem como do MDB Ari Paesi e Jonas Agosti, apresentaram em atividade ordinária realizada nas dependências do plenário Roberto Baldasso, uma “Moção de Apoio” para o reforço da área da segurança pública, salvamento e resgate. O documento, assinado pelos demais representantes da Câmara de Vereadores, busca sensibilizar o Governo Estadual para que efetue o chamamento dos bombeiros militares excedentes que foram aprovados no processo seletivo do curso técnico em segurança pública (CTSP-2021).

O objetivo da “Moção de Apoio” é a habilitação e nomeação de servidores excedentes do Corpo de Bombeiros Militar (CBMRS), que realizaram uma prova no dia 1º de agosto. O concurso interno contou com a participação de aproximadamente 1,2 mil soldados, sendo deste total 411 aprovados. O edital de convocação para a graduação aberta – 2º Sargento, disponibilizava 120 vagas, sendo 60 por merecimento (prova) e 60 por antiguidade. No ato da matrícula, diferente do que ocorreu em outros concursos, o edital foi encerrado, deixando cerca de 350 aprovados sem a possibilidade da nomeação futura.

“A mobilização é para que todos aprovados que não conseguiram atingir as vagas previstas no edital que possam ser beneficiados, proporcionando maiores oportunidades de ascensão na carreira profissional, contribuindo com a prestação do serviço público à população e obtendo economia aos cofres públicos estaduais”, destacam os vereadores do PDT e MDB.

Conforme os bombeiros excedentes aprovados para o cargo de 2º Sargento, o princípio básico é a economicidade do dinheiro público.

“Foram chamados os 60 por merecimento e ficaram de fora 350 aprovados. O Governo Estadual, ao invés de abrir um novo concurso interno em 2022, o que geraria novas despesas ao erário público (pagamento de fiscais, aluguel de espaço para a aplicação da prova e outras), poderia habilitar e nomear os soldados aprovados para o cargo de 2º Sargento. A grande maioria dos militares são experientes na função de cinco a 20 anos de atividades de bombeiro”, disseram.

Além do Governo Gaúcho, a “Moção de Apoio” será remetida para a Assembleia Legislativa do Estado (AL/RS) e à Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais