Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ponte que liga Guaporé e Anta Gorda é pauta de audiência no DAER

por Eduardo Cover Godinho

Deputado Paparico Bacchi busca os meios para auxiliar na resolução do problema que se estende há mais de 30 anos

Foto: Assessoria Imprensa Dep. Paparico Bacchi

O problema histórico que prejudica as famílias de Guaporé, na Serra Gaúcha, e Anta Gorda, no Vale do Taquari, mobiliza ações legislativas do deputado estadual Paparico Bacchi – que busca os meios junto ao governo do Estado e administrações municipais para resolução do problema logístico que afeta a comunidade há mais de 30 anos. A construção de uma nova ponte sobre o Rio Guaporé, na principal ligação entre os municípios por meio da RS-441, foi pauta da audiência do deputado Paparico Bacchi com o diretor-geral do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Luciano Faustino da Silva, no final de maio.

Atualmente, a ponte que liga os municípios fica submersa a cada chuva forte que atinge a região – inviabilizando o trajeto na rodovia RS-441. O fato, aumenta a logística para locomoção entre Guaporé e Anta Gorda em mais de 70 quilômetros, pois as opções de deslocamento quando a ponte está submersa é via RS-129, passando por Encantado, e RS-332. Depois que uma forte enxurrada derrubou a antiga estrutura construída no local, a travessia é feita através da precária ponte que fica somente um metro acima do nível do rio, sem guarda-corpo, onde passa somente um veículo por vez.

Acompanhado pelo assessor parlamentar, Carlos Vigne, que participou de audiência sobre a demanda na Câmara de Vereadores de Guaporé, o líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa reivindicou o auxílio do Estado para viabilizar a construção da nova ponte que deve potencializar do desenvolvimento regional. Na ocasião, o deputado destacou à direção do Daer que fará o lançamento da “Frente Parlamentar das Pontes” para ampliar o debate e buscar soluções aos problemas de infraestruturas precários que prejudicam a vida do cidadão e o desenvolvimento econômico do Estado. O ato oficial de lançamento será realizado será realizado no próximo dia 5 de julho, na Assembleia Legislativa e terá o deputado Paparico Bacchi como presidente.

“O Rio Grande do Sul que tem sua base econômica alicerçada no setor primário, especialmente na produção agrícola, precisa de melhores condições logísticas para potencializar o desenvolvimento econômico. Além da questão econômica, facilitar e proporcionar melhores condições de vida ao cidadão que enfrenta diariamente problemas logísticos na sua rotina é um dos nossos grandes objetivos” destacou Paparico Bacchi durante a audiência.

Na ocasião, o diretor do Daer destacou que um levante do órgão destaca que há mais de 850 pontes que não estão adequadas as legislações vigentes da Agência Nacional de Transportes Terrestres.

“Para poder avançar na resolução deste pleito é necessário que a convergência de ações com as prefeituras para estadualização do trecho – que hoje é de responsabilidade municipal. Também será necessário um termo de cooperação técnica entre as administrações municipais para elaboração do projeto”, salientou Faustino. De acordo com levantamentos feitos, o projeto deve ter um custo de R$ 150 mil reais e a obra completo para construção da nova ponte precisa de cera de R$ 4 milhões.

Contexto da reivindicação

A costureira Claudete Andrade é uma das representantes da comunidade que luta incansavelmente pela construção da nova ponte. Antes de somar esforços ao deputado Paparico Bacchi para mobilização junto ao governo do Estado, Claudete foi destaque em uma reportagem sobre o assunto veiculada no Jorna Nacional durante a sério “O Brasil que eu Quero”, em outubro de 2018, e também no Globo Repórter, no mesmo mês. O vídeo enviado por Claudete, foi selecionado para divulgação entre os mais de 18 mil vídeos recebidos durante a divulgação da série.

“A soma de esforços é fundamental e não vou descansar enquanto até ver a nova ponte construída. Já fiz abaixo assinado com mais de 3,6 mil assinaturas, acionei Ministério Público, autoridades locais e vou continuar reivindicando meus direitos enquanto cidadã”, afirma Claudete.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais