Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“Obrigado meu Deus! Obrigado a todos. Não sei se mereço tanto”

por Eduardo Cover Godinho

Em breve pronunciamento durante a Sessão Solene, cabeleireiro Ampélio Zanchin agradece os vereadores pelo recebimento do “Título de Cidadão Guaporense”

Aos 83 anos de vida, sendo 63 deles residindo em Guaporé, o cabeleireiro Ampélio Zanchin recebeu da Câmara Municipal de Vereadores o “Título de Cidadão Guaporense”. A atividade que concedeu a mais alta honraria entregue pelo parlamento ao empresário, aconteceu na noite da sexta-feira, dia 3 de setembro, durante a Sessão Solene realizada no plenário Roberto Baldasso com a presença de autoridades municipais, estaduais, familiares, amigos e a imprensa. A solenidade, proposta e presidida por Valcir Antônio Fanton (PP) – Pita, emocionou os presentes que, durante 1h30min, conheceram por detalhes a vida do empresário do ramo da beleza que honrou a todos com sua generosidade, solidariedade e participação comunitária.

Ao lado do prefeito Valdir Carlos Fabris, do presidente do Poder Legislativo Pita e do deputado estadual Vilmar Zanchin (MDB), na bancada principal, Ampélio acompanhou emocionado os depoimentos dos vereadores e a apresentação da sua história de vida. Foram poucas as mudanças de expressão facial, todas elas expressando felicidade e agradecimento por tamanha homenagem. De fácil sorriso, o cabeleireiro, nascido em Arvorezinha, mas sim, um cidadão guaporense de coração, ensinou mais de 1000 pessoas a arte da profissão e proporcionou alegrias para milhares que, ao longo da história, procuraram seu salão de beleza para cortar, pentear e arrumar os cabelos.

“As tesouras de meu avô renderam autoestima, alegria, vitalidade, beleza e muitos sorrisos em frente ao espelho do nosso salão. Através do trabalho dele muitas noivas disseram sim no altar, muitas debutantes dançaram a primeira valsa, muitas crianças cortaram o cabelo pela primeira vez. Muitos profissionais conquistaram a independência. E muita gente foi feliz, muito feliz!, destacou a neta Letícia Zanchin, que pronunciou-se representando a família.

Letícia complementou:

“Somos quem somos porque ele é quem ele é: puro coração! Obrigada Guaporé, por também reconhecer com este título, aquilo que nós sempre vimos no seu Ampélio: Uma pessoa grandiosa! Nos sentimos imensamente gratos por essa homenagem e por esse título”.

Casado com Neli, sua companheira de vida, Ampélio em poucas palavras agradeceu a todos pela homenagem.

“Obrigado meu Deus! Obrigado a todos. Não sei se mereço tanto. Estou muito grato pela minha família, meus amigos, meus clientes. Meu muito obrigado a todos”.

Nas cadeiras do plenário, familiares e amigos, com olhos cheios de lágrimas, aplaudiram.

As manifestações

Dos 11 vereadores, 10 estiveram presentes na Sessão Solene. Com problemas de saúde, Antoninho Pandolfo (PTB) não pôde se fazer presente. Na atividade, os líderes das bancadas do MDB, PDT, PP, PT e PTB se manifestaram e, orgulhosos, afirmaram que a homenagem era justa e mais do que merecida.

“Se nós estamos felizes pela entrega do Título de Cidadão Guaporense, eu imagino como o senhor está se sentindo. A homenagem é em Guaporé, mas tenho certeza que a comunidade de Arvorezinha deve estar dizendo que no município vizinho tem um arvorezinhense de muito sucesso. O bem que o senhor fez pela comunidade guaporense é muito grande. Temos o prazer e a honra de ter uma pessoa como o senhor. Então sinta-se homenageado por todos”, disse o líder do Governo Fabris e Bastian, vereador Jonas Agosti (MDB).

Fernanda Debona Baldin (PDT) relembrou a trajetória de Ampélio e, durante o discurso, salientou que o cabeleireiro é exemplo de humildade e ética profissional.

“O que o senhor fez e desenvolveu em nosso município é imensurável, um trabalho sempre focado na ética, na humildade, na responsabilidade, no bem atender ao outro e em especial, no olhar sensível com a comunidade. Essa homenagem é justa e merecida, hoje és oficialmente cidadão guaporense. Vida longa ao senhor seu Ampélio, que tenhas muita saúde para seguir e que consiga realizar o teu sonho que é chegar aos 100 anos, como sua mãe, de pé e trabalhando”.

O progressista Jader Dalla Costa afirmou que é a vontade de Guaporé e não só dos vereadores a concessão da honraria a Ampélio Zanchin.

“Através desta homenagem, queremos não apenas agradecer por tudo o que o senhor representa em nossa comunidade, mas sim, por tudo que tem feito no sentido de ajudar a construir uma sociedade mais justa e organizada, e também pelo homem, pelo pai, esposo, amigo, enfim, pela pessoa especial e importante que se tornou para nós, guaporenses. São pessoas como você que a nossa cidade precisa”.

Alessandro De Almeida (PTB) destacou que Ampélio é um homem que compartilhou suas experiências, não só profissionais, como de vida, com todos.

“Homenagem merecida ao senhor Ampélio. Sinto-me lisonjeado de poder estar aqui para prestá-la. Precisamos que as pessoas, pelo que representou e ainda representa no desenvolvimento social, econômico e humanitário da nossa comunidade, se espelhem no senhor. Parabéns Ampélio pelo Título de Cidadão Guaporense, reconhecimento que já tinha da comunidade e que agora nós estamos confirmando”.

Ronaldo Donida (PT) contou algumas histórias vivenciadas com Ampélio e, dentro do seu pronunciamento, arrancou risos dos presentes ao destacar o jargão dito pela comunidade: “Tá bonito (a), foi no Ampélio”.

“É algo que ficará para sempre. Ele não comprou a fama, ele construiu a fama. Acredito que o senhor está entre as 10 pessoas mais conhecidas da cidade. Nos sentimos felizes por ter uma pessoa do quilate como o senhor”.

Em sua manifestação, o prefeito Fabris afirmou que Guaporé é privilegiada por ter um cidadão de tamanha nobreza.

“Em 1959 Guaporé ganhou um presente. Um jovem talentoso e empreendedor, que abraçou nossa cidade e carinhosamente foi abraçado por ela. Foi aqui, que ao lado de sua companheira de sonhos e de vida, a Dona Neli, que o Ampélio fez história e compartilhou muitas histórias. Afiou a tesoura e moldou não só cortes de cabelo. Moldou vidas. Ensinou. Compartilhou. Profissionalizou. Deixou um legado profissional gigante, que só não é maior que seu legado humano e social. Ampélio Zanchin não é só um cidadão guaporense. É um grande cidadão guaporense”.

Ampélio, durante a Sessão Solene, recebeu uma placa personalizada que lhe confere o “Título de Cidadão Guaporense”. Sua esposa Neli recebeu um ramalhete de flores.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais