Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Poder Público atua para eliminar insetos que causam incômodos em Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Maior problema verificado é a proliferação de baratas. Poder Público, através da equipe da Vigilância Ambiental, está aplicando produto para eliminá-las

Produto é eficaz, porém, quantidade de baratas surpreende equipe da Vigilância Ambiental
Foto: Eduardo Cover Godinho

A época mais quente do ano chegou e trouxe, além das altas temperaturas, preocupação na comunidade guaporense e regional quanto à proliferação de insetos. Mosquitos, moscas e baratas, estas em especial, estão gerando incômodos. Em muitos bairros de Guaporé, a presença indesejada chega geralmente à noite. É comum, para quem circula a pé pelas vias urbanas e passeios públicos, vê-las saindo das bocas de lobo, os chamados bueiros. Muitas são vistas dentro das residências.

O Poder Público, através dos servidores da Secretaria Municipal da Saúde – Setor de Vigilância Ambiental, tem intensificado os trabalhos para evitar que a situação se agrave. Baraticida (Advion Barata Gel), produto permitido pelos órgãos reguladores, está sendo aplicado com menor espaço de tempo nas entradas dos bueiros.

“São muitos os bueiros e galerias na cidade. Estamos aplicando o produto há algum tempo nas bocas de lobo. Ele é utilizado desde 2019 e atende as expectativas. Porém, o que verificamos é que há uma grande quantidade de baratas. A proliferação é potencializada pela elevação nas temperaturas e o abafamento”, disse o fiscal sanitário, Edson Telles da Silva.

Conforme o fiscal, o trabalho para aplicação do baraticida está sendo realizado dentro da possibilidade de uso do produto e disponibilidade de pessoal. Teles afirma que a comunidade pode auxiliar no combate aos insetos, em especial às baratas.

“Orientamos as pessoas para a necessidade de eliminar os ambientes favoráveis, ou seja, não joguem restos de comida nos ralos e bueiros. Acondicione os resíduos (lixo orgânico doméstico) da melhor forma possível para que não haja a abertura, pois estes acabam nos locais e potencializa a proliferação das baratas e outros animais. São medidas simples e que surtirão efeito”, disse.

O Poder Público, salientou Telles, continuará periodicamente realizando a dedetização para o controle das baratas e outros animais sinantrópicos.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários