Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
07:00:00
Conectado
09:00:00
 
 

Gabriel Marcolin Bilhar brilha no Campeonato Brasileiro de Motocross 2020

por Eduardo Cover Godinho

Com dois segundos lugares nas etapas disputadas em Apiaí/São Paulo, guaporense concluiu ano na segunda posição da categoria Júnior

Gabi, no segundo lugar, comemora a boa participação no Campeonato Brasileiro
Foto: Divulgação

A pista do Motódromo de Fepasa, no interior do Estado de São Paulo, foi palco nos dias 27, 28 e 29 de novembro, das etapas decisivas do Campeonato Brasileiro de Motocross 2020. Nos 1.560 metros do circuito, composto por 14 curvas e 17 desafiadores obstáculos, o guaporense Gabriel Marcolin Bilhar, a bordo da moto #112 – equipe Bilhar #112, brilhou. Com 13 anos, o garoto deu um verdadeiro show e por detalhes não conquistou o título nacional da categoria Júnior (MXJR). O troféu máximo do ano ficou nas mãos do gaúcho Garmichel Rodrigues Giehl, de 15 anos.

Gabriel, chamado de Gabi pelos familiares e amigos, chegou ao sudoeste do país na quarta posição da categoria. Para ser campeão, o garotinho, em seu primeiro ano na MXJR, precisava de dois lugares mais altos do pódio ou torcer, caso chegasse em segundo, para que os adversários diretos ficassem em posições inferiores. Gabi andou muito nos treinos livres, classificatórios e nas duas provas, mas, Garmichel, natural de Dois Irmãos, também estava num final de semana iluminado. Ambos travaram bons pegas e, ao término, o dois-irmonense, que chegou a Apiaí em terceiro na classificação, levou a melhor.

“Não há desânimo. Muito pelo contrário. O Gabi andou muito, demonstrou domínio total em cima da moto e não conquistou o título do Brasileiro de Motocross por detalhes. Estou, como pai e grande incentivador, muito contente e transbordando de alegria pela capacidade de reação, foco e dedicação, demonstrados pelo Gabi nas etapas. Temos muito a aprender e estamos evoluindo a cada dia. Parabéns Gabi e gratidão a cada um que apoiou, incentivou, patrocinou e mandou boas vibrações ao longo da temporada. Somos gratos a cada gesto de carinho recebido”, disse Marco Bilhar.

Ao longo da temporada, Gabi disputou cinco etapas concluindo três delas na segunda posição, uma em quarto e outra em quinto. O guaporense fechou o ano com 100 pontos e uma regularidade que impressionou os demais participantes. Garmichel, campeão de 2020 da categoria MXJR, terminou sete pontos à frente.

“Feliz pela conquista do vice-campeonato nacional. Sabia das dificuldades e do alto nível dos adversários. Dei o meu melhor, mas não consegui alcançar o objetivo principal que era o título. Agora é continuar me dedicando e treinando forte para a temporada 2021. Obrigado a todos que torceram por mim. Vocês me dão milhares de motivos diários para continuar me empenhando cada vez mais”, disse o garotinho.

Segundo Marco Bilhar, a ideia é dar sequência na categoria MXJR em 2021. Porém, há possibilidade de correr na MX2JR.

“É o primeiro ano do Gabi na categoria Júnior (MXJR). Tem mais dois pela frente e podemos, pelo que apresentamos em 2020, conquistar o tão sonhado título do Brasileiro de Motocross. Ainda estamos avaliando e planejando a próxima temporada e não descartamos dar um passo adiante, ou seja, subir de categoria”, afirmou.

Além da categoria Júnior, foram conhecidos os campeões da MCX4, MX2, MX5 e MXF. A organização da prova esteve a cargo da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM).

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários