Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Guaporense destaca-se na base de gigante brasileiro

por Eduardo Cover Godinho

Kauan Victor Perondi Ortiz,, 14 anos, é meia atacante do Fluminense e está no Rio de Janeiro em busca de um “lugar ao sol”

No CT Vale das Laranjeiras, em Xerém, garoto tem mostrado suas habilidades
Foto: Divulgação

“Bola na trave não altera o placar

Bola na área sem ninguém pra cabecear

Bola na rede pra fazer o gol

Quem não sonhou em ser um jogador de futebol?”

A estrofe da famosa música “É uma partida de futebol” cantada pelo grupo Skank e de autoria dos compositores Samuel Rosa De Alvarenga e Jose Fernando Gomes Dos Reis, traz a realidade vivida há muitas décadas no Brasil. São milhares de crianças, adolescentes e jovens que sonham em brilhar nos gramados, porém, muitos, quase a totalidade, acabam “batendo na trave” pela falta de oportunidades nos clubes. Trilhar o caminho do futebol não é fácil e pouquíssimos, conforme dados estatísticos, chegam ao profissional e conseguem chegar aos patamares financeiros almejados quando frequentavam as concentrações.

Um dos craques do futebol guaporense que desponta no cenário é Kauan Victor Perondi Ortiz, 14 anos. O garoto está buscando um “lugar ao sol” na “Cidade Maravilhosa”. É no Rio de Janeiro que Betinho, como é conhecido da turma, treina em um dos maiores clubes do futebol brasileiro: o Fluminense. Criado na Escolinha Municipal de Futebol de Guaporé, através dos ensinamentos do professor Marciano Nunes (Pita), o meia atacante tem como características a facilidade nos dribles, nos passes e lançamentos, velocidade e destaca-se nas finalizações certeiras a meta adversária.

Levado ao “Tricolor das Laranjeiras” pelo empresário Zé Maria Neis, o filho Daiane Perondi e Gilberto Ortiz disse estar treinando forte e mostra-se confiante para a temporada 2021. Em 2020, o garoto chegou a ser apresentado no clube no mês de fevereiro, porém, a pandemia adiou os planos de brilhar nas categorias de base do futebol carioca.

“É uma oportunidade que vou agarrar com toda a força possível. Tinha outras três propostas para jogar (Grêmio, Inter e Atlético Paranaense), mas meu empresário achou melhor, pelas minhas características, atuar no futebol do Fluminense. O clube me acolheu muito bem e espero retribuir com muito empenho e dedicação”, disse Betinho que agradece os ensinamentos do professor Pita que nunca mediu esforços para auxiliar na sua formação.

“Um cara fantástico por quem tenho a maior admiração. Ele me ajudou muito nessa caminhada”.

O meia atacante, que adapta-se ao forte calor no CT Vale das Laranjeiras, casa da base tricolor em Xerém/Duque de Caxias, salienta que as comissões técnicas das categorias de base, em conjunto com o profissional, estão sempre oportunizando espaços para que os jogadores possam aparecer no cenário.

“Todos os companheiros de grupo são gente boa. Os garotos ‘brigam’ pelos espaços de forma limpa e honesta. Esse é um dos diferenciais. O Fluminense dá muita oportunidade, basta você aproveitar”, afirmou.

A Comissão Técnica do Sub-15, categoria onde está treinando o craque Betinho, é formada pelo treinador Lindolfo Melo, auxiliar Pedro Sanches, preparador físico Diego Santos e preparador de goleiros Leonardo Signorelli. A supervisão está a cargo de Cadu Antunes.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais