Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

1º Festival Multicultural GuapoRock encerra com chave de ouro

por Eduardo Cover Godinho

Inúmeras “tribos” estiveram reunidas no Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro durante os três dias do evento

Fernando Noronha & Black Soul durante show no evento em Guaporé
Foto: Divulgação

A 1ª edição do Festival Multicultural GuapoRock, realizado nos dias 14, 15 e 16 de outubro no Autódromo Internacional Nelson Luiz Barro, reuniu inúmeras “tribos” em Guaporé. O evento, considerado de sucesso pelos organizadores e reverenciado pelo público presente, contou com shows musicais, palestras, saraus, teatro, apresentações de artistas locais e regionais, poesia, oficinas, teatro e muita confraternização. O objetivo era proporcionar integração atrelada a novas experiências vivenciadas em conjunto por diversas vertentes culturais, tanto do público quanto das opções oferecidas de atividades em campo.

Entre os destaques musicais a participação de bandas renomadas como Casa das Máquinas, Luciano Leães & The Big Chiefs, Fernando Noronha & Black Soul, Ale Vanzella, Velha Coruja, Fabiano Nasi e os Flutuantes, Velliaria, entre outros. Os dois palcos montados para o evento receberam mais de 100 apresentações. Não faltou animação da galera presente durante os shows e atividades propostas pelos organizadores Giovani Dal’Mas e Edinei Genari, do projeto GuapoRock - O Rock da Nossa Terra, e do produtor Tiago Lazarotto, da Soul Produtora. Também estiveram contribuindo com o sucesso do 1º Festival Multicultural GuapoRock, a cantora Cida Pimentel, um dos melhores guitarristas do Brasil Fernando Noronha e o doutor em Sociologia e especialista em segurança pública Marcos Rolim, que por duas vezes representou o povo gaúcho na Assembleia Legislativa e uma gestão na Câmara dos Deputados.

Dalmás fez uma avaliação do evento, que contou com a colaboração de empresas, apoiadores, músicos, artistas, voluntários, imprensa, Poder Público Municipal, entidades e comunidade.

“Certamente a avaliação é positiva! Conseguimos alcançar o objetivo principal de dar o pontapé inicial nessa nova etapa do GuapoRock, onde expandimos o projeto original, que era apenas música, e abrimos oportunidades para outros segmentos também. Estamos felizes, pois percebemos que a comunidade e os empresários também entendem que precisamos de mais eventos como este. Só para constar, estávamos numa equipe de 40 voluntários que trabalharam 24h por dia para este festival funcionar. Só temos a agradecer”, salientou Dal’más.

A sementinha foi plantada e, segundo um dos organizadores, continuará sendo regada para que novas edições possam ser realizadas em Guaporé.

“Se depender de nós, com certeza. Sabemos da carência de atividades como esta na região e com muito esforço conseguimos lançar um festival que uniu palestra, música, dança, teatro, entre outros, com atrações de altíssimo nível. Com o aprendizado desta primeira edição vamos melhorar o formato do festival, para que o próximo seja ainda melhor. Já recebemos muitas sugestões e vamos nos organizar para manter e buscar parcerias para realizar o 2º festival. Aproveitamos para agradecer nossos apoiadores, voluntários, artistas e demais pessoas que colaboraram nestes quatro anos de Projeto Cultural GuapoRock que dá um grande passo com esse festival multicultural”, destacou um dos idealizadores do projeto Dal’más.

Central de Conteúdo Unidade Aurora

Enviar Correção

Comentários