Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

“É uma minoria da população que não quer entender”, diz secretário do Urbanismo sobre aglomerações no final de semana

por Isadora Helena Martins

Operação Dispersão encontrou mais de 2,5 mil pessoas em parques, praças e áreas de lazer mesmo com decreto municipal que proíbe a ocupação

Foto: Divulgação / Prefeitura de Caxias

Mesmo com o avanço da pandemia do coronavírus e novos casos contabilizados a casa dia, parte da população caxiense ainda desrespeita as regras de isolamento. No município o decreto municipal nº 20.952 prevê a proibição da ocupação de parques e praças aos finais de semana, mesmo para caminhadas e atividades esportivas. Porém, o final de semana de tempo bom levou mais de 2,5 mil pessoas às áreas de lazer da cidade, mesmo sem a permissão.

Conforme o secretário municipal do Urbanismo, João Uez, mesmo no Jardim Botânico que estava cercado, mais de 800 pessoas foram encontradas no local. “Temos uma parcela da população que não quer entender e acaba fazendo essas aglomerações nesses locais. Temos o entendimento também que já faz mais de 150 dias que as pessoas estão em casa estávamos no final de semana com a temperatura agradável, mas mais do que nunca é um período que precisamos ficar em casa”, declarou Uez, durante entrevista no programa No Ponto. O secretário ainda pontuou: “Você imagina se tem uma ou duas pessoas contaminadas no meio de 800 pessoas, o estrago que faz”.

Apesar do descumprimento, Uez salientou que a população que não respeita as regras é minoria, mas que pode gerar consequências como um grande número de contaminações o que pode até impactar em bandeiras mais restritivas para a Região.  “Não adianta a gente ter mil fiscais, ter um fiscal em cada esquina, ter um guarda municipal em cada esquina se as pessoas não respeitam. Não adianta a gente ter o Jardim Botânico todo cercado se as pessoas cortam a cerca e burlam a entrada. Isso tudo vai da cultura e da educação dessas pessoas que estão fazendo de forma irresponsável essas ocupações. A prova disso é que recebemos muitas denúncias”. Ouça a entrevista completa AQUI.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais