Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

UCS, empresas e voluntários se unem para produzir EPIs para profissionais da saúde e ventiladores mecânicos

por Isadora Helena Martins

A ação conjunta também está produzindo outros materiais necessários para combate ao coronavírus e pretende atender a demanda de Caxias do Sul e região

Foto: Divulgação

Com o avanço do coronavírus, diversas empresas, entidades, organizações e instituições estão se mobilizando para combater a doença.

Em Caxias do Sul, engenheiros, técnicos e outros voluntários, sob a orientação de médicos e coordenação do Parque de Ciência, Tecnologia e Inovação da Universidade de Caxias do Sul (TecnoUCS), estão desenvolvendo EPIs, ventiladores mecânicos e acessórios para aumentar a capacidade dos equipamentos.

Conforme o coordenador-executivo do TecnoUCS, Enor Tonolli, a principal frente de atuação neste momento é na confecção de viseiras plásticas e outros acessórios de proteção para os profissionais da saúde. Segundo ele, já foram distribuídas mais de 8 mil viseiras e outras 12 mil já estão sendo finalizadas.

Quanto ao ventilador mecânico, um protótipo já foi desenvolvido e está sendo aperfeiçoado para entrar em fase de teste na próxima segunda-feira (06). Com mais de 30 pessoas envolvidas, o projeto foi inteiramente desenvolvido em pouco mais de uma semana por empresas e profissionais de Caxias do Sul, a partir dos conceitos necessários para o atendimento provocado pela pandemia do coronavírus. Porém, Tonolli salienta que o equipamento deverá ser utilizado somente em casos de extrema necessidade: ”Ele será utilizado somente em caso de extrema necessidade, porque esses respiradores todos que estão sendo propagados no mercado hoje não cumprem a função que efetivamente um ventilador mecânico pode cumprir com toda a competência necessária. Então temos que ter muito cuidado, porque todo o equipamento produzido para o setor de saúde tem que ter um critério muito grande para ser utilizado. Então ele está sendo produzido para que, em hospitais de campanha, por exemplo, a pessoa não fique sem ser atendida e possa ter uma ventilação mecânica”.

Outra frente de atuação é a produção de conectores e canos para ampliar a capacidade dos ventiladores mecânicos já existentes. Ou seja, um aparelho poderia ser utilizado para duas ou até quatro pessoas.

Durante entrevista na Tua Rádio São Francisco, o coordenador do TecnoUCS também destacou a solidariedade e a união das empresas e entidades do município para promover ações de combate ao novo coronavírus. Ouça a entrevista completa AQUI.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais