Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Furto de hidrômetros cresce 335% no mês de janeiro, em Caxias do Sul

por Daniel Lucas Rodrigues

Samae coloca situação como preocupante. Material é revendido como sucata para receptadores

Foto: Divulgação/Laura Piola

A situação preocupa o Samae. Segundo dados da autarquia, em todo o mês de janeiro de 2021 foram 14 ocorrências. Até terça (18/01), já foram registrados 47 furtos. Na última semana, os criminosos também furtaram uma válvula redutora de pressão no Bairro Tijuca. Além dos custos aos cofres públicos, o ato gerou perdas de água e dias de intermitências no abastecimento da região.

Os hidrômetros são furtados para serem revendidos como sucata no mercado clandestino, porém, o material não é valioso. Os materiais utilizados na fabricação desses aparelhos são bronze, plástico e vidro. Um crime tão grave quanto o furto, que também deve ser denunciado, é a receptação do produto. Cabe ressaltar que só existe furto porque ainda existe quem paga pelo produto.

Para evitar o furto do hidrômetro, o Samae recomenda aos usuários que providenciem a instalação de uma caixa de unidade de medição de água, é feita em mureta previamente construída pelo proprietário, dentro dos padrões estabelecidos. A caixa é fornecida pelo Samae no momento da solicitação da ligação da água. Também será instalado lacre de aço com código que identifica a equipe que realizou o fechamento da caixa, garantindo o rastreamento do responsável em caso de necessidade.

Quando ocorrer o furto, a população deve informar a autarquia imediatamente pelo plantão 24h, no número 115. Após avisar o Samae, o consumidor deve obrigatoriamente registrar um boletim de ocorrência e, com o documento em mãos, ir até a sede da autarquia no prazo de até três dias para solicitar um novo hidrômetro ou realizar este procedimento pela plataforma de atendimento Whatsapp (54) 9 9180-0893.

Caso o usuário não compareça ou não realize o protocolo pela plataforma WhatsApp, poderá sofrer as sanções previstas no decreto n° 18.349/2016. O usuário arcará com o serviço e hidrômetro novo, ao custo de R$ 236,08, caso seja também necessária a adequação do local. A troca de ponto varia entre R$ 134,15 a R$ 249,66, mais material e repavimentação em alguns casos. Se o usuário tiver interesse poderá adquirir a caixa padrão do Samae, com o custo já incluído no valor da troca de ponto. A caixa ajuda a inibir o furto, pois o hidrômetro fica protegido.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais