Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Vida
10:00:00
 
 

Índice de Infecção Hospitalar no HCR é próximo a 0%

por Camila Agostini

A gestão do trabalho de prevenção é realizada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar

No Hospital Cristo Redentor comissão realiza o controle de situações de risco. Por conta do trabalho da CCIH- Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, o índice de infecção no HCR é próxima a 0%, padrão comparado a países de primeiro mundo.

A assistência qualificada em todos os segmentos de atuação do hospital garantem uma melhor higienização com produtos aprovados pela ANVISA. Além disso, são realizadas capacitações periódicas dos colaboradores e a rastreabilidade de todos os processos de limpeza, desinfecção e processamento de artigos de uso médico hospitalar.

Conforme Gilberto Bido, gerente de Enfermagem do HCR, a CCIH dedica-se diariamente  a critérios de diagnóstico de infecção hospitalar, através de precauções por isolamento, medidas de prevenção de acidentes para funcionários, cuidados nos procedimentos médicos e de enfermagem, limpeza, desinfecção e esterilização de ambiente e materiais, higienização de louças, descarte de resíduos, armazenamento e higienização de alimentos, entre outros.

Segundo informações da OMS- Organização Mundial da Saúde, as mãos transmitem a chamada contaminação cruzada. A recomendação é lavá-las antes e depois de tocar numa pessoa doente. A orientação é válida para os visitantes e também para os profissionais de saúde. 

Conforme Marcelo Borghetti, Diretor Administrativo do HCR, entre as várias comissões que atuam no hospital, a Comissão de Controle de Infecção Hospital tem um papel fundamental, assim como dos próprios pacientes: “o índice de infecção hospitalar no HCR é baixíssimo graças a conscientização de todos os setores, desde a nutrição, até a sanificação, as recepções, o bloco cirúrgico, o pronto atendimento, o centro de diagnóstico, enfim, todas as áreas seguem seus procedimentos específicos que evitam qualquer tipo de contaminação. Mas não é só isso, nós temos também a colaboração dos próprios pacientes e acompanhantes que seguem as normas internas, como por exemplo, evitar trazer chimarrão no ambiente hospitalar, objetos pessoais como livros, travesseiros etc, e o respeito aos horários de visita".

Fazem parte da comissão, os médicos Odolir Bordin e Victor Brocco, Gilberto Bido, gerente de enfermagem, Marla Nunes do Nascimento, enfermeira gestora, Eliége Paz, enfermeira gestora, Camila Spenassato, nutricionista, Luci Bavaresco, farmacêutica, Juliana Cicheleiro, técnica de segurança do trabalho e Fernanda Mazurek, gestora de sanificação.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais