Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Tua Saúde
19:00:00
 
 

Marau sedia sessão para debater a migração em municípios da Arquidiocese de Passo Fundo

por Ana Lúcia Jacomini

Evento acontece nesta quarta-feira, a partir das 19h30, e é aberto à comunidade

Projeto Rompendo Barreiras, que ensina Língua Portuguesa para migrantes, é um exemplo de ação
Foto: Divulgação/Colégio Cristo Rei

Marau sedia, nesta quarta-feira, 26/09, sessão do Programa Mesa das Migrações, promovido pela Arquidiocese de Passo Fundo. Será no Centro de Eventos do Colégio Franciscano Cristo Rei. O tema do encontro será “As faces da migração desde diferentes temas”. Na ocasião, estarão reunidas pessoas que atuam de alguma forma no auxílio aos migrantes que moram nos municípios de Marau, Casca e Passo Fundo.

De acordo com o professor Francisco Bernardi, que será um dos painelistas, o evento tem como objetivo discutir as realidades e necessidades a partir da nova Lei da Migração. Um dos desafios a ser ultrapassado, segundo ele, é ampliar a convivência entre os diferentes povos entre si e com os moradores locais. “Nós precisamos conhecê-los para que eles se sintam à vontade em conviver com nossa comunidade, com os habitantes locais. Também gostaríamos de promover o relacionamento entre senegaleses, haitianos e cubanos, independente das diferenças religiosas e culturais que existem entre eles”.

Com o intuito de diminuir as dificuldades causadas pela comunicação, desde 2015, é realizado em Marau o Projeto Rompendo Barreiras – desenvolvido pela Pastoral da Acolhida da Paróquia Cristo Rei e pelo Colégio Franciscano Cristo Rei. Consiste em aulas de alfabetização em Língua Portuguesa, para migrantes moradores de Marau. De acordo com a irmã Clarice Bisol, a ação teve início a partir da percepção que o maior problema enfrentado pelos novos moradores era a comunicação. “Não bastava acolhê-los e encaminhar para o mercado de trabalho. Era preciso ajuda-los a compreender e a serem compreendidos”, justifica ela.

Irmã Clarice explica que não se trata de alfabetizar os migrantes pois em sua maioria, eles já têm formação básica, técnica e até superior em alguns casos. O Rompendo Barreira ensina a Língua Portuguesa visando a comunicação. As aulas acontecem nas segundas-feiras de manhã e quartas-feiras à noite. Atualmente, porém, já há um grupo com aulas mais avançadas focadas nos concursos vestibulares, onde é ensinado o português mais elaborado, para a produção de redações. Outras informações, no áudio.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais