Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Governador Eduardo Leite sinaliza flexibilizações nos protocolos de controle da Covid-19

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Declaração foi dada em coletiva de imprensa após reuniões com Gabinete de Crise e com o Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga

Foto: Divulgação / Gustavo Mansur / Palácio Piratini

O governador Eduardo Leite afirmou, na tarde desta quinta-feira (08), que, após reunião com o Gabinete de Crise e com prefeitos, novos decretos com flexibilização das regras de contenção da Covid-19 devem ser publicados nesta sexta-feira (09). A permissão para retomada de atividades econômicas como comércio, restaurantes e outros serviços, inclusive com funcionamento aos finais de semana, será realizada devido à diminuição de internações em UTIs e da taxa de contágio. Porém, Leite frisou que para que as flexibilizações ocorram, os municípios precisam reforçar a fiscalização para garantir o cumprimento dos protocolos. Ouça AQUI
 

Governador solicita apoio ao Ministério da Saúde para qualificar atendimento nos hospitais

Na tarde desta quinta-feira (08), Leite também se reuniu com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Na ocasião ele solicitou aporte de equipamentos como 100 monitores cardíacos, 100 respiradores beira-leito, 100 respiradores de transporte e 400 bombas de infusão.

Eles também trataram da vacinação contra a Covid-19 no Estado. Sobre o tema, o governador afirmou que recebeu a confirmação do Ministério da Saúde sobre a indicação de armazenamento de imunizantes para a aplicação da segunda dose em grupos que receberam a primeira aplicação nos meses anteriores.

Leite ainda afirmou que expôs ao Ministro Queiroga a preocupação com a chegada do inverno no Estado e possível agravamento no controle da doença, bem como na ocupação de hospitais. Diante da situação ele solicitou a atenção do ministro para acelerar a vacinação no Estado, mas não obteve garantias. Queiroga apenas se manifestou sobre o quantitativo de doses que devem ser disponibilizadas pelo Instituto Butantan: 30,9 milhões de doses da Coronavac.

Outra solicitação foi a antecipação da vacinação de professores para que as aulas possam ser retomadas com segurança. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais