Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Mudanças no Modelo de Distanciamento Controlado do RS devem ser encaminhadas na próxima semana

Baixar Áudio por Daniel Lucas Rodrigues

Pauta está com a Famurs, que recebeu um retorno do governador na segunda-feira (27) e aguarda manifestação das associações de municípios

Foto: SPGG/Divulgação

A Prefeitura de Caxias do Sul aguarda uma resposta do governador Eduardo Leite (PSDB) sobre a flexibilização do Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul. Com um retorno esperado para esta semana, o Município deseja reabrir o comércio não essencial e restaurantes na bandeira vermelha, com 25% do quadro funcional e atendimento restrito ao público. A pauta está com o presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado (Famurs), Maneco Hassen, que falou à Tua Rádio São Francisco como está a situação do tema com o governo estadual.

Ele afirma que o governador respondeu à entidade ainda na segunda-feira (29/07), sugerindo alterações no documento assinado pelas 27 associações de municípios. No mesmo dia, as recomendações foram enviadas aos líderes das regiões para que respondam até sexta-feira (31/07). O grupo poderá ser contra, a favor ou contestar as medidas solicitadas pelo governo estadual.

Hassen conta que Leite pretende transferir a responsabilidade de eventuais mudanças na política de distanciamento para aos líderes municipais. As condições são que o governo estadual continue a decidir as bandeiras preliminares ao final de cada sexta-feira. Os prefeitos poderiam debater se adotam ou não as medidas restritivas. Caso não queiram, o presidente da Famurs reforça que a definição deverá ser por unanimidade, por meio de argumentos técnicos para solicitar a mudança e conseguir a flexibilização das atividades econômicas. Os argumentos seriam enviados ao Governo do Estado, que determinaria a possibilidade de modificação. Esse novo regime seria adotado para as regiões que permanecessem ou entrassem na bandeira vermelha.

Hassen acredita que na próxima semana o debate consiga ser encaminhado com o governador. Ele também visualiza que possa ocorrer um entendimento entre as partes para iniciar o modelo. Mesmo assim, o presidente não estipula uma data para começo, uma vez que depende da agenda de Leite e de como discorrerá o debate.

Clique na aba “Ouvir Notícia” e confira a entrevista completa com o presidente da Famurs, Maneco Hassen.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais