Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

FETAG RS divulga nota sinalizando que agricultores não deverão continuar na mobilização dos caminhoneiros

por Dionatan

Mesmo com esta divulgação, movimento em Soledade ainda não tem previsão de término

Movimento deverá continuar nesta quarta-feira, 30/05
Foto: Dionatan Lamonato/Tua Rádio Crsital

A Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG) divulgou uma nota, sinalizando que os agricultores não deverão continuar na mobilização em apoio aos caminhoneiros no estado.

Mesmo com esta medida, o movimento ainda não tem previsão de encerramento, por parte dos caminhoneiros em Soledade.

Reuniões deverão acontecer ao longo desta quarta-feira, 30/05 para definir o futuro deste movimento no município soledadense.

A nota oficial foi divulgada no site da FETAG RS, com o seguinte conteúdo:

 Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (FETAG), desde o início da mobilização dos caminhoneiros manifestou apoio à pauta, por entender que essa era a mesma dos agricultores. O êxito obtido na reivindicação do diesel, por exemplo, atende a reivindicação da agricultura familiar.

No entanto, decorridos nove dias de paralisações, constatamos que a greve tomou um rumo que traz a perda de controle das mobilizações, passando a ter um foco político-ideológico. Mais de 100 mil famílias, que produzem leite, suíno, frango e hortifrutigranjeiros estão perdendo toda a produção.

Diante deste contexto, a FETAG-RS não pode mais concordar com uma manifestação que traz prejuízos desta magnitude para os agricultores. Assim, a ORIENTAÇÃO da FETAG-RS, neste momento, é que haja serenidade e que os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais retirem o apoio das mobilizações.

A FETAG-RS conclama ao comando das mobilizações para desobstruir a passagem de caminhões com produtos dos agricultores, além de insumos e rações para que a indústria possa retomar a produção.

A FETAG-RS entende que não pode colocar produtor contra produtor e o prejuízo para a agricultura familiar está muito grande e sem precedentes.

Então, a partir de agora, a FETAG-RS orienta para a retirada de apoio à greve  dos caminhoneiros, enquanto não for normalizada a passagem da produção dos agricultores.

Os agricultores não podem pagar a conta da incompetência dos nossos governos e de uma mobilização sem controle.

A DIREÇÃO 

Porto Alegre, 29/05/2018

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais