Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Feminicídios reduzem 77% no mês de março, no RS

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Número de vítimas reduziu de 13 para três na comparação com março de 2020. Dados foram apresentados pela Secretaria de Segurança Pública nesta quinta-feira.

Foto: Divulgação / Grégori Bertó/SSP

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul divulgou nesta quinta-feira (08/04) os indicadores de violência no Estado referentes ao mês de março. O dado positivo foi a diminuição dos feminicídios. O registro de casos teve queda de 77% - de 13 em março de 2020, para três neste ano – o menor total em toda a série histórica de contabilização, que iniciou em 2012. 

Repressão de agressores, fomento ao debate para valorização do público feminino na sociedade e qualificação dos canais denúncia e atendimento às vítimas de violência somam-se também à atuação dos órgãos de segurança para o combate da violência contra a mulher. As estratégias repercutem no acumulado de feminicídios no primeiro trimestre. Enquanto 2020 havia apresentado elevação considerável, com soma de 27 vítimas contra 15 nos três meses iniciais de 2019, o acumulado de 2021 recolocou a curva na tendência de queda. De janeiro a março, o total ficou em 18 vítimas, o que representa queda de 33%, para o segundo menor total da série histórica.

Durante o anúncio dos dados, o secretário de Segurança Pública e vice-governador, Ranolfo Vieira Júnior, salientou a redução nos casos de homicídios que caiu de 155, no ano passado, para 121, neste ano. Ele também falou sobre os dados referentes a outros crimes. “Tivemos uma redução de 21,8% nos homicídios, no Estado, no mês de março deste ano no comparativo com o mesmo mês do ano passado. Tivemos redução considerável no roubo de veículos, superando 44%. O destaque negativo fica por conta do latrocínio, que é o roupo com resultado de morte. No ano passado nós tivemos dois casos e neste mês de março foram 10 latrocínios. Já estamos trabalhando para reverter essa situação no mês de abril e nos próximos meses”.   

Sobre os casos de latrocínio, a diretora do Departamento de Polícia Metropolitana Adriana Regina da Costa, afirmou que as investigações estão avançadas e que diversos autores dos crimes já foram presos. “Os latrocínios ocorridos no mês de março possuem um excelente resultado de investigação que conta com o apoio da Brigada Militar, do Instituto Geral de Perícias e da Susepe. Temos índice de 70% de elucidação e isso traz que, em um mês de trabalho, a Polícia Civil conseguiu apurar esses fatos com qualidade e com muitas prisões também”.   

Nos demais crimes contra o patrimônio, como roubos em geral, o quadro manteve a tendência de queda verificada nos últimos dois anos. A exceção ficou por conta dos ataques a banco, que depois de atingirem o menor total da série histórica para o mês de março de 2020, com três casos, acabaram registrando alta neste ano, com seis ocorrências.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais