Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
18:00:00
Tua Saúde
19:00:00
 
 

Coordenadoria da Mulher e Casa Viva Raquel são homenageadas pelos 20 anos de atuação em Caxias

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

As entidades atuam na defesa dos direitos da mulher e no combate à violência contra o público feminino

Foto: Isadora Martins

Em reconhecimento aos 20 anos de atuação junto à comunidade caxiense a Coordenadoria da Mulher e a Casa de Apoio Viva Raquel receberam uma homenagem da Câmara de Vereadores nesta quarta-feira.

A atual titular da Coordenadoria da Mulher, Janete Thomé, representou a entidade na sessão solene e destacou os 20 anos de luta pelos direitos das mulheres. “Ao longo desses 20 anos a Coordenadoria vem desenvolvendo um trabalho voltado para as políticas públicas para as mulheres. Sempre com o objetivo de estar fortalecendo a mulher para ela ter a independência psicológica e também financeira”.

A Coordenadoria da Mulher foi fundada em 1999 e em um primeiro momento fazia mais a  sensibilização do poder público sobre a necessidade de discutir os direitos das mulheres. Hoje o órgão atua de forma efetiva junto à comunidade com palestras, oficinas e seminários, bem como atuando no combate à violência. “Nós temos uma rede de proteção à mulher que trabalha desde 2008 em prol das mulheres. São mais de 30 serviços governamentais e não governamentais que fazem parte da rede de proteção. A Coordenadoria é quem articula toda essa rede de proteção para atingir todas as mulheres”.

Segundo Janete, o trabalho desenvolvido junto à comunidade é fundamental para levar ao conhecimento de todos os serviços que são disponibilizados para auxiliar o público feminino a romper com o ciclo de violência doméstica.

A Casa de Apoio Viva Raquel, que também integra a rede de proteção à mulher, foi homenageada por meio da coordenadora Maureen Bagattini. Fundada em 08 de março de 1999, a Casa acolhe mulheres e seus filhos em situação de violência doméstica. Segundo Maureen, ao longo dos 20 anos de atuação, a Casa já auxiliou muitas pessoas. “Hoje nós estamos acolhendo a mulher de número mil. Então, em 20 anos tivemos mil mulheres, fora toda a estrutura dos filhos que também acompanha. É o único local onde as famílias podem ficar juntas e a gente pode ajudar a reestabelecer os vínculos”.

A Coordenadora também destacou o papel fundamental do abrigo, para que as mulheres vítimas de violência possam permanecer por um tempo e reestabelecer a vida. “A Casa de Apoio Viva Raquel é fundamental para todas as mulheres vítimas de violência, que necessitam de um apoio, uma orientação e também um tempo para repensarem sua situação e reconstruir a vida”.

Atualmente a instituição é mantida pelo projeto Mão Amiga em Parceria com a Fundação de Assistência Social.  

Ouça no link acima da foto.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais