Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Crianças em internação hospitalar ou tratamento poderão ter direito ao ensino fundamental ininterrupto

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Projeto de Lei protocolado por vereador interino sugere modalidade de tutoria para que crianças em tratamento não percam o ano letivo

Foto: Divulgação / GRAACC

O tratamento de uma doença ou necessidade de internação já é um período difícil. E para crianças em idade escolar, lidar com a impossibilidade de frequentar as aulas, de ver os colegas e professores torna o processo ainda mais doloroso.

Com o objetivo de assegurar o atendimento educacional para essas crianças, o vereador que exerceu o cargo interinamente no lugar de Ricardo Daneluz (PDT), Miguel Graziottin (PDT) protocolou um Projeto de Lei para regulamentar essa modalidade de ensino. “Como médico, estou sempre em contato com hospitais, com médicos que trabalham com crianças que possuem algum tipo de doença crônica como câncer, ou mesmo doenças não tão graves, mas que necessitam de longos períodos de internação. Pensando nisso, nós vimos que essas crianças ficariam duplamente penalizadas, primeiro, porque tem uma doença e, segundo, por causa da doença tem que se ausentar da escola, do convívio dos amigos e se priva de se instruir”.

Graziottin também explica como deverá ser esse processo de instrução: “A gente propõe o esquema de tutor. Seria um professor capacitado da rede municipal de ensino que ficaria encarregado de orientar essa criança. Isso pode acontecer de diversas formas, a mais comum é que alguém da família, um irmão mais velho, mãe, ou pai será orientado pelo tutor para aplicar alguns testes e os conteúdos para a criança. De tempos em tempos, essa criança na presença do tutor [professor] vai fazer alguns testes para comprovar se a criança conseguiu absorver o conteúdo para não perder o ano letivo”.  

Segundo Graziottin o Projeto de Lei ainda atende uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) e do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), que prevê que toda a criança em qualquer estado de saúde tenha acesso a educação.

Ainda não há uma previsão de quando a proposta entrará para votação na Câmara de Vereadores, mas Graziottin afirmou que já fez uma combinação com o líder da bancada do PDT, vereador Rafael Bueno, para que coloque o projeto em pauta para discussão assim que terminar o recesso Legislativo.

 Graziottin já não está mais na função de vereador, ele assumiu o cargo apenas para participar da eleição indireta, quando Ricardo Daneluz estava como prefeito interino. Com a eleição do novo governo e a volta de Daneluz para a presidência da Câmara, Graziottin ficou novamente como suplente.    

Ouça a notícia no link acima da foto. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais