Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Presidente da CDUTH critica prefeitura por judicializar o Plano Diretor

Baixar Áudio por Isadora Helena Martins

Executivo ingressou com uma ADIN após Câmara promulgar a lei

Foto: Gabriela Bento Alves / Divulgação

A decisão da Prefeitura de Caxias do Sul de judicializar o Plano Diretor de Desenvolvimento Integrado foi o motivo da manifestação do vereador Elói Frizzo (PSB) durante a sessão ordinária desta terça-feira (03). Para o parlamentar, o ato do Executivo de ingressar com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade demonstra a ineficiência do governo.

Frizzo, que também preside a Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação (CDUTH), ainda reiterou que o Legislativo se propôs a fazer emendas para modifica alguns pontos da legislação. “Quando colocamos a possibilidade, se houvesse efetivamente inconsistências no Plano Diretor, de nós nos despúnhamos de fazer as emendas desde que estabelecêssemos uma mesa de diálogo. Então mais uma vez o senhor prefeito se equivoca na forma como conduz a administração”.

Conforme a procuradora-geral do município, Cássia Kuhn, a justificativa da prefeitura para que fosse impetrada a ADIN foi de que haveria inconsistências judiciais no processo e no texto legal da Lei Complementar. “A prefeitura ficou um ano e pouco estudando o Plano Diretor com uma equipe técnica e a Câmara de Vereadores sem ter uma equipe técnica apresentou um substitutivo. Este projeto não tem amparo técnico nenhum e assim corremos riscos de diversos fatores que podem vir com a aplicação desse Plano”.   

Cássia também explicou o que deve ocorrer dependendo da decisão da Justiça: “Com a Justiça acatando o pedido liminar dessa ADIN todos os efeitos dessa lei promulgada serão suspensos e teremos como validade o plano de 2007 ainda. Depois disso, no ano que vem a Prefeitura pode encaminhar um novo Plano Diretor. Se o judiciário não acatar nossa ação ficaremos sobre validade do Plano promulgado pela Câmara”.

O atual Plano Diretor de Caxias do Sul deveria ser substituído ainda em 2017, porém a falta de consenso entre o Executivo e o Legislativo está adiando a implantação do novo Plano que foi promulgado pela Câmara Municipal em novembro deste ano. 

Ouça no link acima da foto. 

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio São Francisco

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais