Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
05:00:00
Tá na Hora
07:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Motorista envolvido em acidente com morte de barbosenses na ponte de Tramandaí em 2012 é condenado a 12 anos de prisão

Central de Conteúdos Rádio Garibaldi AM

Júri foi realizado na noite desta quinta-feira, 26/08

Foto: Divulgação

O condutor de uma caminhonete que provocou a morte de três pessoas, entre elas dois barbosenses no ano de 2012, na ponte entre Tramandaí e Imbé, foi condenado a 12 anos de prisão em júri realizado em Tramandaí nesta quinta-feira, 26/08. Iberê Vargas Braga, hoje com 30 anos, vai aguardar o recurso em liberdade, segundo o Tribunal de Justiça do Estado.

Em março de 2012, Iberê, na época com 21 anos, conduzia uma caminhonete que chocou-se com outro veículo na ponte de Tramandaí, antes de atingir diversas pessoas que estavam pescando no local. O veículo e os pedestres caíram nas águas do rio. Morreram pai e filho de Carlos Barbosa que pescavam no rio: Euclides Capellari, 71 anos, e Gilmar Capellari, 44 anos. O carona da caminhonete conduzida por Iberê, Edson Dullius Júnior, de 19 anos, também morreu. Seu corpo, inclusive, foi localizado somente duas semanas após o acidente.

Braga foi condenado por homicídio doloso dos barbosenses e por homicídio culposo pela morte do amigo que estava na carona. O advogado de defesa, Jader Marques, reafirmou depois da sentença a convicção na inocência do cliente. Durante o júri, ele mostrou uma simulação em 3D para defender a tese de que a caminhonete fora fechada por outro veículo antes de atingir as vítimas. Ele acredita que o recurso será aceito, devido à complexidade da sentença.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Garibaldi

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais