Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Advogado alerta para inúmeros golpes que são aplicados na região

por Neto Ferreira

Os golpes do nudes e também do empréstimo consignado são os mais frequentes

Foto: Tua Rádio

Diversos tipos de golpes vem sendo aplicados nos últimos meses em Vacaria e região. Os golpes do nudes, do falso empréstimo, do mel, do envelope vazio, do pix, da clonagem de whatsapp, do falso sequestro, do SUS, do cartão clonado, do auxílio emergencial estão entre os mais conhecidos nos Campos de Cima da Serra. A Polícia Civil tem registrado uma série de ocorrências em relação a esse tipo de caso. Com a pandemia, as pessoas ficaram mais ligadas a redes sociais e telefone, facilitando a ação dos golpistas.

Por dia, mais de 17 mil golpes financeiros são aplicados no Brasil. Até 30 de abril deste ano, foram registradas mais de 1,6 milhão de tentativas. O golpe mais comum da lista é o bancário, vindo atrás da clonagem de Whatsapp, segundo levantamento do laboratório de cibersegurança da Psafe.

Este foi o assunto do programa Temática desta quarta-feira, 26/05, na Tua Rádio Fátima, que diariamente recebe inúmeras denúncias de golpes por parte dos ouvintes. O advogado Clóvis Rodrigues foi o convidado, tendo em vista que está atuando em diversas ações deste tipo em Vacaria.

Na oportunidade ele informou que o golpe dos empréstimos consignados tem ocorrido com grande frequência com os pensionistas e aposentados do INSS. Uma das modalidades é de fraudadores que oferecem juros muito abaixo do mercado e outra ocorre com financeiras que depositam dinheiro sem a pessoa saber e, começam a gastar sem ter noção do fato.

No golpe do nudes, os criminosos conseguem as fotos íntimas de alguma pessoa por meio de um perfil falso e que exigem dinheiro em troca da não divulgação das imagens. Ou então encaminham fotos íntimas, geralmente para homens idosos, e depois se passam por policiais e pedem dinheiro para que o caso não seja levado adiante. 

Importante ressaltar que as pessoas devem ter muito cuidado com os contatos via redes sociais ou telefone com estranhos. Jamais passar senhas ou números de cartões para desconhecidos. E, na dúvida procure um advogado e a Delegacia de Polícia.

Com informações do Uol

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Fátima

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais