Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
19:00:00
A Voz Do Brasil
20:00:00
 
 

Família cobra justiça pela morte de Ivânio Bernardes Ortiz em Soledade

Baixar Áudio por Nayam Franco

Sobrinho da vítima criticou a atuação do judiciário de Soledade e destacou que família espera que criminosos permaneçam presos

Foto: Divulgação

O primeiro latrocínio do ano em Soledade deixou uma lacuna no coração da família Ortiz. Ivânio Bernardes Ortiz foi morto com golpes de faca no peito após ter sua residência roubada por dois criminosos na sexta-feira, 06/09, com a localização do corpo e prisões ocorrendo somente neste domingo, 08/09.

O sobrinho de Ivânio, Rednaldo Ortiz Doneda, esteve na Tua Rádio Cristal nesta manhã de terça-feira, 10/09, para falar sobre o sentimento de dor da família neste momento de perda, mas também para cobrar do Poder Judiciário uma punição severa aos envolvidos.

Ele começou enaltecendo o trabalho dos policiais militares e civis que se empenharam no fim de semana para a localização e solução do caso envolvendo o seu familiar contando também que muitas pessoas entre amigos e familiares estiveram juntas durante o período de aflição com buscas sendo realizadas no interior.

Contudo, as palavras de enaltecimento logo se tornaram raiva e indignação. Rednaldo relatou nos microfones da Cristal que um dos envolvidos era muito conhecido da família e que perdeu a fé no ser humano após essa atitude deste, até o crime, amigo de seu tio.

“Era um cara que a poucos dias, três meses atrás, tava lá na casa do tio, sempre atendendo todo mundo muito bem. Ele dava carona pra esse cara sempre que o via no interior, ele recebia dentro de casa. Pra quê? Pra ele matar o meu tio?”, contou emocionado com as lembranças.

Rednaldo falou ainda sobre o tio, sua qualidade de sempre tratar todos bem e que tinha um coração enorme, cheio de amor pelo próximo. A família alertava para que ele morasse na cidade, por falta de segurança, já que também tinha casa aqui, mas seu tio alertava que “só sairia de lá morto”.

O familiar de Ivânio cobrou justiça do Poder Judiciário de Soledade, afirmando que em Soledade a justiça era conivente com criminosos e que esperava, junto de todos os seus familiares, que eles permaneçam presos pelos crimes que cometeram.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais