Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Programa de Domingo
19:00:00
 
 

Abastecimento de Água prevê abertura de novos poços no interior de Soledade

Baixar Áudio por Marcus Vinicius Prates de Souza

Administração Municipal não descarta possibilidade de cobrança de tarifa

Noé Chaves, responsável pelo abastecimento de água no interior de Soledade.
Foto: Paulinho Paes/Tua Rádio Cristal.

O setor de abastecimento de água em Soledade tem passado por algumas dificuldades, especialmente em determinadas localidades em que as reivindicações dos moradores são constantes, isso em virtude da falta deste bem essencial à vida.

Nesse sentido, a Administração Municipal tem trabalhado a fim de solucionar os problemas mais emergentes, contudo há o reconhecimento de que novos poços devem ser abertos, assim como melhorar a infraestrutura de rede.

O responsável por este setor, Noé Chaves, enfatiza que já existem trabalhos com este intuito, como por exemplo, nas comunidades de Macieira e Rincão dos Lautert.

“Como medida emergencial, a fim de abastecer as famílias que estão sem água, acredito que hoje consigamos os canos a fim ode colocarmos uma tubulação maior, ou seja, troquemos a rede, a fim de que possamos fazer com que a água suba pra lá”, esclareceu.

Noé Chaves ainda disse que para que haja uma maior resolução na falta de água, projetos voltados a aberturas de novos poços devem ser viabilizados.

"Você se programa para abastecer 15 famílias pro exemplo, e em questão de um ano são 50 famílias que consomem água. A solução para isso é a abertura de novos poços, mas isso não se faz do dia pra noite. Já estamos com projetos prontos a fim de beneficiarmos Rincão dos Lautert e Macieira", declarou Chaves.

Além disso, o responsável pelo abastecimento de água no interior de Soledade, alerta para o desperdício por parte de alguns moradores.

“As pessoas também tem que se ajudarem. Temos pessoas enchendo bombonas para veneno em lavoura e que utilizam a água da prefeitura, sendo que não pode fazer isso aí. O certo é se deslocar a uma sanga, a um açude e retirar a água, por que enquanto se utiliza a água de consumo, outras famílias ficam sem”, enfatizou.

Para finalizar, quanto a se ter uma forma de se evitar o desperdício, Chaves foi claro. “A cobrança da água, com certeza em questão de um ano teremos esta alternativa e vamos ver se conseguimos colocar em prática”.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais