Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
12:10:00
No Ponto
14:00:00
 
 

Preço das carnes deverá aumentar neste fim de ano em Soledade

Baixar Áudio por Nayam Franco

Aumento da exportação e o maior custo das rações influenciam no preço

Foto: Arquivo/Tua Rádio Cristal

Cada vez mais o consumidor tem notado o aumento nos produtos alimentícios. No setor de açougues esse preço deve continuar crescendo. Conforme Elomar Parizotto, empresário do ramo, é um momento difícil para se falar em preços.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) o acumulado no ano já chega a 11,04% de valorização na carne bovina, números que tendem a continuar crescendo até o final deste ano.

Parizotto explicou alguns dos principais motivos do porquê a carne está cada vez mais salgada no bolso do consumidor. Segundo ele, o Brasil tem exportado muito diante da valorização do dólar, que torna a venda mais rentável. E o milho e a soja, que compõem as rações dos rebanhos, também passam por forte impacto da balança comercial, com aumento da exportação e escassez no mercado interno.

Uma das consequências deve ser o aumento de preço não só da carne bovina, mas daqueles itens que podem uma ser uma alternativa na mesa: frango e ovos, tudo conforme o aumento da demanda contra a escassez dos produtos.

"Não houve um aumento muito significativo, mas nos últimos 30, 40 dias, os frigoríficos aumentaram o preço em decorrência da falta do produto, período entre safra, onde é mais consumido o gado confinado e devido a isso aumentou muito. As carnes embaladas chegaram a 40% de aumento", revelou.

No entanto, conforme Elomar, no setor de açougues não aumentou muito. "Se a gente tivesse que dar o acréscimo que os frigoríficos deram, a carne estaria inviável para o prato do brasileiro hoje", finalizou.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais