Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
20:00:00
Tua Essência
23:59:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Justiça realiza audiência de instrução do homicídio de José Henrique Rabaiolli em São José do Herval

Baixar Áudio por Nayam Franco

Audiência entrou em seu segundo dia nesta quarta-feira, 21/07

Foto: Rodolfo Tatim/Tua Rádio Cristal

O Poder Judiciário de Soledade realiza nesta quarta-feira, 21/07, o segundo dia da audiência de instrução do caso que trata do homicídio de José Henrique Dall Acqua Rabaiolli em São José do Herval. O crime aconteceu no dia 19 de fevereiro deste ano.

Em março, a esposa da vítima foi presa responsável por arquitetar o crime com o apoio da irmã e do cunhado, que também foi preso. Outras duas pessoas teriam participado da ação, sendo os executores do fato, um homem que foi preso e um menor de idade.

A audiência de instrução começou no início da tarde desta terça-feira, 20/07, e se estendeu até às 22h. Conforme o juiz da Comarca de Soledade, José Pedro Guimarães, o dia de trabalho foi muito proveitoso com um trabalho muito técnico pelas partes.

“Foram apontadas 16 testemunhas de acusação pelo Ministério Público e mais de uma dezena pela defesa, são depoimentos densos e longos, por isso nos estendemos. O depoimento da delegada Fabiane Bittencourt, por exemplo, durou quase duas horas”, contou Guimarães.

Segundo ele, certamente hoje deverá seguir a mesma lógica, sempre priorizando a técnica processual.

A audiência de instrução e julgamento criminal é o principal ato de um processo, seja de procedimento ordinário, sumário ou sumaríssimo, uma vez que, é nela, que serão ouvidas as testemunhas, a vítima, os peritos e, o acusado.

Guimarães informou que a expectativa é de que hoje se encerre as testemunhas de acusação e na próxima semana, quarta ou quinta-feira, encerre-se a instrução.

“Depois disso, as partes farão as alegações finais e aí, muito provavelmente no início de agosto teremos a pronúncia ou não dos acusados para que eles sejam julgados pelo tribunal do júri, se houver elementos confirmando em tese a autoria. Nós temos a materialidade que é a morte e isso é fato, uma morte violenta, agora estamos aqui discutindo quem foram os autores ou quem foi o autor e se houver indícios - confirmando aqueles que o Ministério Público apontou em relação aos acusados - eles serão pronunciados e o tribunal do júri da Comarca é que vai decidir se esses acusados são ou não responsáveis pela morte do José Henrique Rabaiolli”, ressaltou.

O juiz de Direito confirmou que, se realizando júri, este acontecerá em São José do Herval. “Vamos preparar tudo para que possamos levar, do ponto de vista tecnológico, esse julgamento ao próprio local do fato, já que acabou abalando a comunidade e é onde as pessoas querem mais que a justiça seja feita”, finalizou.

O possível executor e o cunhado da esposa que teria participado do fato seguem presos no Presídio Estadual de Soledade. A esposa da vítima, acusada de ter arquitetado o crime, segue em prisão domiciliar.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cristal

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais