Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Criminalidade caiu 12% nos últimos seis meses em Lagoa Vermelha

por Ricardo Silva

Em coletiva de imprensa, na manhã desta quinta-feira (21), os membros do Gabinete de Gestão Integrada da segurança pública de Lagoa Vermelha, apresentaram os números relativos à criminalidade. O município teve queda de 12% nos índices de criminalidade, nos últimos seis meses.

De acordo com secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Mota, a redução está atrelada ao lançamento do videomonitoramento.

No mês de setembro de 2019, o município de Lagoa Vermelha lançou oficialmente o sistema de vídeomonitoramento e cercamento eletrônico. A implementação do projeto era aguardada pela comunidade há mais de 7 anos.

O sistema de controle por meio de 53 câmeras possui tecnologia de alta definição de imagens, permitindo auxiliar as forças polícias no combate a criminalidade.

O projeto foi realizado por meio de recursos e de uma parceria entre a CONSEPRO, os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio Varejista de Lagoa Vermelha (Sindilojas), Ministério Público, Câmara Empresarial e Cultural de Lagoa Vermelha (Cicas), Sindicato das Indústrias, da Construção e do Mobiliário de Lagoa Vermelha (Sicom) e Sindicato Rural. A empresa DGT de Novo Hamburgo é a responsável pelo sistema de monitoramento.

Após 239 dias em funcionamento, o CONSEPRO divulgou os primeiros resultados alcançados pelo sistema. No comparativo entre setembro de 2018 a março de 2019 e setembro de 2019 a março de 2020, os índices gerais tiveram uma queda de 12%, segundo os dados disponibilizados no portal da secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. Os furtos de veículos neste período reduziram cerca de 40% e os furtos e roubos também tiveram uma queda de 24%.

Os números podem voltar a subir

A queda dos índices pode ter alteração nos próximos meses. Segundo o comandante da Brigada Militar, em função do aumento no número de desempregados e queda da renda da população, as forças de segurança preveem que possa haver um aumento na incidência de delitos.

Apesar da projeção pouco animadora, tanto a BM, quanto a Polícia Civil lagoense, se preparam para dar suporte à comunidade.

Central de Conteúdo Unidade Tua Rádio Cacique

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais