Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Susepe realiza operação “Joia Rara” no Presídio Estadual de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

Foram apreendidos celulares, entorpecentes e facas artesanais. 13 apenados foram transferidos.

Foram aprendidos celulares, entorpecentes e facadas artesanais
Foto: Eduardo Cover Godinho

A imagem arranhada do Presídio Estadual de Guaporé, após a rebelião ocorrida no final de fevereiro e as fugas, deverá mudar. Isso porque, a 7ª Delegacia Penitenciária Regional, da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), com sede em Caxias do Sul, desencadeou na manhã da terça-feira, dia 14, a Operação “Joia Rara”, que tinha como principal objetivo recuperar a tranquilidade e a calmaria da Casa Prisional, considerada em anos anteriores um modelo no Estado do Rio Grande do Sul. Aproximadamente 50 agentes penitenciários, oriundos de Nova Prata, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Guaporé e mais 18 agentes do Grupo de Ações Especiais da Susepe (Gaes), de Porto Alegre, fizeram um “pene fino” (revista geral e completa) em todas as celas. A ação contou com a colaboração de 12 policiais militares de e uma guarnição do Corpo de Bombeiros.

 

A operação estava sendo planejada após o dia 27 de fevereiro quando parte dos apenados do regime fechado se rebelaram e depredaram a estrutura interna de dois pavilhões. Na oportunidade também atearam fogo em colchões, papelão, embalagens plásticas e uma máquina da empresa Zandei Plásticos. O saldo da revista geral, segundo o diretor da 7ª Delegacia Roniewerton Pacheco Fernandes, foi extremamente exitoso, visto que o local estava vivendo dias de turbulência, com a tentativa de alguns apenados de "comandar" o sistema prisional guaporense.

"O saldo apreendido nas celas foi: 21 celulares, oito carregadores, sete chips de diversas operadoras, sete facas artesanais, 150 buchas de maconha, 69 papelotes de crack e 13 apenados transferidos para outras casas prisionais do Rio Grande do Sul como Lajeado, Santa Maria, Osório e Pelotas", disse.

Confira a entrevista do Diretor da 7ª Delegacia Roniewerton Pacheco Fernandes, pára a Rádio Aurora.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários