Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Mantém-se o alerta para golpes

por Valesca Heloisa Andreolli

Órgãos públicos de segurança alertam para golpes: venda de veículos com pagamento por depósito bancário, do bilhete premiado e do falso sobrinho

Foto: Divulgação

A Policia Civil de Serafina Corrêa pede atenção e alerta para os famosos golpes de estelionatários.

O golpe do bilhete premiado já fez inúmeras vítimas na região e continua preocupando os órgãos de segurança pública, assim como o golpe de venda de veículos com pagamento por depósito bancário e do bilhete premiado.

De acordo com a Delegacia de Polícia de Serafina Corrêa pelo menos 1 ocorrência de golpe é registrada por mês no município. A comunidade deve estar atenta e informar as autoridades quando percebido algo suspeito. Na internet é comum os golpistas encontrarem vítimas através de sites de compra e venda.

Golpe da venda de veículos com pagamento por depósito bancário

São inúmeros os sites e páginas de internet disponíveis para compra e venda de produtos.

Sites destinados a anúncios de veículos estão entre os mais populares, rendendo bons negócios. Porém fique atento aos golpes.

Falsos compradores contatam o anunciante de um determinado veículo, mostrando-se interessados na oferta. Ao encontraram-se para fechar negócio, o estelionatário entra em contato com alguém que seria da família pedindo sugestões, momento que o falso comprador diz que irá pagar pelo valor do veículo por meio de depósito bancário (depósito que seria feito pelo familiar que está em outra cidade). O vendedor dirige-se até a agência bancária imprime extrato bancário e confirma o depósito. O depósito foi efetuado, é o que consta no histórico do extrato, no entanto o envelope enviado estaria vazio. Nenhum dinheiro foi posto dentro do envelope depositado. Porém isso somente se comprovará na conferência pela Agência Bancária. Quando será tarde demais. Pois a vítima entusiasmada com a transação já passou documentos para o golpista, fez contrato de compra e venda e realizou a entrega do veículo.

Golpe do Bilhete Premiado ou Falso prêmio

O golpista, se passando de desentendido, pede informações sobre o endereço de uma agência da Caixa Econômica Federal dizendo que é para receber um prêmio de loteria ou outro sorteio.

As vítimas típicas são pessoas idosas, às quais é mostrado o bilhete premiado (forjado ou falso), juntamente com um documento do banco (também falso ou forjado) constando o número do bilhete premiado e o valor do prêmio.

Às vezes eles apresentam um verdadeiro bilhete com aposta nos números ganhadores de um concurso anterior e um comprovante dos números sorteados naquele concurso, contando com a falta de atenção da vítima quanto ao número do concurso.

A caminho da agência, e depois de muita conversa, o golpista propõe à vítima de lhe vender o bilhete premiado por uma fração do seu valor e assim paga para o estelionatário pelo bilhete premiado. Se a vítima cair nesta conversa sacará o dinheiro da própria conta bancária e o entregará ao golpista em troca de um bilhete que não vale nada.

Existem variantes onde, para pressionar ou incentivar a vítima a ir sacar seu dinheiro no banco, no meio da conversa com o golpista que oferece o bilhete, aparece um comparsa se dizendo pronto a comprar o bilhete (aí a vítima pode achar que está perdendo um bom negócio), ou se oferecendo como sócio da vítima na compra do bilhete e mostrando parte do dinheiro necessário, ou ainda, prestativo, ajuda, ligando com o seu celular, a verificar que o bilhete é mesmo "premiado" .

Golpe do falso sobrinho

Existe o golpe do falso sequestro, do carro quebrado e atualmente do “falso sobrinho”.

O criminoso liga para a vítima, se passa por sobrinho e aplica o golpe, dizendo estar em uma situação de dificuldade, que sofreu algum acidente ou que bateu com o carro, e precisa de um depósito para o conserto.

Geralmente estas ligações elas partem de presídios e são aleatórias, o que significa que não há, por parte do criminoso, uma investigação prévia para a escolha da vítima, que durante a conversa em alguns casos, sem perceber, acaba informando o nome do sobrinho.

Vítimas devem fazer boletim de ocorrência ao sofrer um golpe ou mesmo uma tentativa. Fique atento: Aos DDDs nas ligações. Conheça os códigos de área caso tenha parentes, ou conhecidos em locais onde o DDD é diferente.  Os bandidos costumam usar celulares com números clonados e ligam, em sua maioria, para telefones fixos. Geralmente as ligações são feitas de dentro de presídios, e são aleatórias. Ou seja, os bandidos fazem inúmeras ligações sem saber quem vai atender ao telefone. A Rádio Rosário nos últimos três meses recebeu duas ligações desta natureza. Na primeira o individuo se fazia passar por primo e noutra por sobrinho. ( Ninguém teve prejuízo na tentativa de golpe), pois no momento da abordagem do suposto parente encerrou-se a ligação ao falar que sabia-se se tratar de um golpe. Nesta semana ouvintes relataram também ter recebido ligações do falso sobrinho. Por isso fique atento.

Fique atento

Em nenhum dos tipos de crime a vitima consegue recuperar o dinheiro, por isso esteja atento, não repasse informações para pessoas desconhecidas seja por telefone ou pessoalmente.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários