Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Fetag, regionais sindicais e hospitais filantrópicos promovem manifestação em defesa da saúde pública

por Valesca Heloisa Andreolli

Nauro Nissola Coordenador Regional da Fetag fala da motivação para o ato que acontece no dia 23 em Passo Fundo, e demais pontos do Estado

Foto: Divulgação

A Federação dos Trabalhadores do estado do Rio Grande do Sul FETAG/RS juntamente com as regionais sindicais de Passo Fundo e Campos de Cima da Serra e com o apoio dos hospitais filantrópicos da região convidam a população para participar de uma manifestação em defesa dos hospitais e do Sistema Único de Saúde (SUS) programada para terça-feira, dia 23 de agosto das 9he30min às 11h30min em frente a 6º Coordenadoria Regional de Saúde no Município de Passo Fundo.  Data em que estarão sendo realizadas manifestações em todas as regiões, totalizando 17 pontos em todo o Estado.

As manifestações serão realizadas em defesa da manutenção dos 245 hospitais filantrópicos gaúchos que são responsáveis por 70% dos atendimentos pelo SUS no estado. Todos os Hospitais juntos, já acumulam dívidas que alcançam R$ 1,4 bilhões. Diante deste cenário assustador, onde há atrasos nos pagamentos, corte de recursos, falta de perspectiva de um calendário de pagamentos, muito em breve haverá falta de medicamentos, demissões, falta de profissionais, fechamento de leitos e oferta de serviços que provocarão um verdadeiro colapso na saúde pública no Rio Grande do Sul. O cenário do SUS com sub financiamento dos serviços com tabelas sem reajuste que não cobrem os custos dos procedimentos já era preocupante, mas o que temos agora é mais sério ainda, pois o que está ocorrendo é um não pagamento pelos serviços prestados. Você que precisa do Hospital em seu município venha lutar e fazer voz frente aos agentes governamentais para termos um reajuste justo das tabelas SUS, regularidade nos pagamentos e exigir que de fato a saúde pública seja tratada como prioridade de estado e não de cada governo que passa a cada nova eleição.

Nauro Nissola Coordenador Regional da Fetag fala em entrevista da situação insustentável que se encontra a saúde pública e hospitais no Estado e convida a população para juntar-se a Fetag e demais entidades para o ato na terça-feira, dia 23 em Passo Fundo, com o lema “Saúde em Primeiro lugar, o Hospital não pode fechar”.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários