Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
00:00:00
Igreja no Rádio
05:00:00
 
 

Irmã Scalabriniana Renata Biasebette, fala sobre os 100 anos da passagem de Madre Assunta pelo RS

Baixar Áudio por Valesca Heloisa Andreolli

Madre Assunta Marchetti, co-fundadora da Congregação das Missionárias Carlistas Scalabrinianas atuou em Nova Bréscia, Bento Gonçalves e Farroupilha

Bem-Aventurada, Madre Assunta Marchetti
Foto: Divulgação

Assunta Marchetti nasce em Lombrici di Camaiore, no dia 15 de agosto de 1871. Desde jovem, ansiava por uma vida de total dedicação e doação a Deus. Não obstante isso, os afazeres domésticos, a doença da mãe e a morte prematura do pai impediram-lhe de realizar imediatamente suas aspirações.

Em 1895 aceitou o pedido do irmão, P. José Marchetti, para segui-lo na sua missão ao Brasil, para ocupar-se dos órfãos dos emigrantes italianos. Seguiu a sua vocação, e junto com a mãe e outras duas jovens, foi apresentada a João Batista Scalabrini, constituindo as Servas dos Órfãos e Abandonados. Era o dia 25 de outubro de 1895.

As Irmãs Missionárias Scalabrinianas têm nela uma coluna e modelo instancável de missionariedade e corajosa dedicação no serviço da caridade.

Um grave ferimento na perna, provocado durante a visita a um doente, causou-lhe longos anos de sofrimento. Morreu no orfanato de São Paulo, no Brasil, no dia 1º de julho de 1948.

Em 9 de outubro de 2013, o papa Francesco autorizou a promulgação do decreto que reconhecia a autenticidade de um milagre atribuído à intercessão de Madre Marchetti: a cura, ocorrida em 1994, de um paciente do hospital Mãe de Deus, de Porto Alegre.

O rito de beatificação, presidido pelo Cardeal Angelo Amato, é celebrado na Catedral metropolitana de Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo, no dia 25 de outubro de 2014.

A Bem-Aventurada Madre Assunta, esteve no Rio Grande do Sul no serviço ao carisma e aos mais necessitados. Trabalhou em Nova Bréscia, Bento Gonçalves e Farroupilha acompanhando os migrantes e atuando como catequista, professora e enfermeira.

A religiosa Irmã Scalabriniana, Renata Biasebette falou no programa Oásis da Canção sobre a  atuação da co-fundadora da Congregação das Irmãs Scalabrinianas e a celebração realizada em Nova Bréscia, que lembrou os 100 anos da sua passagem no RS.

Fonte: http://www.scalabriniani.org

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários