Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Sessão Solene homenageou os 100 anos do Colégio Scalabrini

por Eduardo Cover Godinho

Educandário, fundado em março de 1917 pelas Irmãs Carlistas Scalabrinianas, é referência em Guaporé e na região

Placa comemorativa ao centenário do Colégio Scalabrini foi entregue pela Câmara de Vereadores às Irmãs e a direção
Foto: Eduardo Cover Godinho

A Câmara de Vereadores de Guaporé, prestou uma simples, mas emocionante homenagem em comemoração ao centenário do Colégio Scalabrini. A sessão solene, proposição dos parlamentares peemedebistas Jairo Elias Zanatta e Homero Lorení Marcolina, aconteceu na noite da quarta-feira, dia 24, no Plenário Roberto Baldasso. A atividade contou com a presença do prefeito em exercício Adalberto Bastian, do deputado estadual Juvir Costella (PMDB), da Conselheira Provincial (representando as Irmãs Scalabrinianas da Província Cristo Rei) Irmã Dolores Roman Ros, diretora da escola homenageada Eliana Reolon, vice-diretora Rosane Maria Carminatti, secretários da municipalidade, integrantes da direção, colaboradores e alunos do Colégio, além de presidentes de entidades, imprensa e comunidade em geral.

Fundado em março de 1917, quando quatro Irmãs Carlistas Scalabrinianas vieram a cavalo de Bento Gonçalves para fundar a escola, o Scalabrini completou 100 anos de atividades lúdicas e educacionais, aliadas ao ensino de excelência em todas as áreas do conhecimento em Guaporé. Mantido pelas religiosas e atualmente sob direção de uma leiga (diretora Eliana Reolon), o Colégio Scalabrini, escola integrante da Rede Educação Scalabriniana Integrada (ESI) desde 2008, tem formado jovens cidadãos capazes de contribuir para o desenvolvido de toda região.

Foram muitos os relatos emocionantes das autoridades durante os pronunciamentos no Plenário Roberto Baldasso, que recebeu um seleto público de aproximadamente 50 pessoas. O primeiro a se pronunciar foi o vereador Rodrigo De Marco (PDT) que parabenizou as irmãs e os leigos que ajudaram a construir e trilhar a trajetória de sucesso em Guaporé.

“O Colégio Scalabrini inicia seu segundo século de história. Uma instituição educacional que acaba de celebrar 100 anos não é uma instituição qualquer. Por isso, celebrar um centenário de atividade é para quem, no mínimo, resistiu à passagem do tempo e à sua erosão destruidora. No caso desta escola, a passagem do tempo não a destruiu, muito pelo contrário, fortaleceu-a e a fez crescer, formando e ensinando muitos cidadãos, preparando-os para o futuro. Contar a história do Colégio Scalabrini é ver a própria história do município sendo contada”, disse o pedetista.

Representando a bancada do PP, o vereador Adílio Pasini, afirmou que o Colégio Scalabrini fez muito por Guaporé, com a formação de líderes que se destacam na comunidade e por onde passam.

“Guaporé está muito bem na educação. O Colégio Scalabrini fez muito pelo município e região. Criou inúmeras lideranças e continua fazendo com que os adolescentes se destaquem na comunidade. A escola é o exemplo de educação e estou honrado em viver no município onde a base da educação foi alicerçada e construída pelas Irmãs Scalabrinianas”.

A Dra. Marisa Bordin (PTB), afirmou durante seu pronunciamento, ter o maior respeito pelo trabalho das irmãs scalabrinianas, pois esteve no noviciado e gostaria de ter se tornado religiosa. Ela salientou que a atividade foi importantíssima para o desenvolvimento harmônico de Guaporé e municípios arredores.

“Tudo que nas Irmãs fizeram, fizeram por amor a Deus. Acho que os valores e as estrelas que foram semeadas ao longo do caminho justificam bem o que diz a Bíblia: os que ensinam, brilharão como estrelas. Não tenho menor dúvida que cada uma das Irmãs que passou pelo Colégio Scalabrini, Seminário e Hospital merecem de cada um de nós guaporenses o nosso amor, carinho e devoção, e muito além da homenagem pelos 100 anos da escola”, afirmou a Dra. Marisa.

Jairo Zanatta, um dos proponentes da homenagem, parabenizou as irmãs e todas aquelas que se dedicaram para educar o povo guaporense.

“A comunidade guaporense e regional é muito grata às Irmãs Carlistas Scalabrinianas, professores e leigos pela contribuição prestada ao longo do tempo para o desenvolvimento educacional e religioso, interferindo de forma positiva na vida de todos os alunos que passaram para buscar sua formação. Sabemos do sacrifício e as adversidades encontradas pelas primeiras Irmãs que aqui chegaram. A todas essas guerreiras que dedicaram suas vidas no decorrer do centenário, nosso agradecimento e gratidão”, destacou.

O prefeito em exercício, Adalberto Bastian (PMDB), relembrou a trajetória de incansáveis lutas para que o Colégio Scalabrini se tornasse uma referência na educação em Guaporé e região.

“Que honra representar o Poder Público de Guaporé, em tão feliz iniciativa da Câmara Municipal de Vereadores, neste momento único da história da própria cidade, que celebra 100 anos de um gigante chamado Colégio Scalabrini. As Irmãs, ensinaram muito mais que somar, diminuir ou multiplicar. Nos deixaram valores sólidos de formação cristã e humana, que com toda certeza são pilares do desenvolvimento da nossa cidade. Do empreendedorismo da nossa gente, da valorização da família, do brilho de esperança nos olhos de quem tem fé. Que alegria ver o Scalabrini de ontem, com os mesmos valores, adaptados ao mundo de hoje, e pronto para todas as transformações que virão no amanhã”, salientou Bastian.

Homero Marcolina, presidente da Casa do Povo, parabenizou todos que buscaram fazer parte da história do centenário Colégio Scalabrini.

“São 100 Anos de muito conteúdo. Mas são 100 Anos que com toda certeza cabem no espaço do coração e da memória daqueles que foram de alguma forma, tocados pela nobre missão das Irmãs Scalabrinianas. Em 1917 elas aqui chegaram. Em 2017 elas celebram conosco seu Centenário. Que felicidade me cabe em presidir essa Casa e ser um dos proponentes desta merecida homenagem! Que daqui a 100 anos, os filhos de nossos netos continuem lembrando dessa história e multiplicando este inestimável legado”.

Com problemas particulares, os vereadores Ronaldo Donida e Valter Mann (PT), Antônio Pandolfo (PDT) e Pato (PP) não puderam se fazer presentes na sessão solene. Eles enviaram votos de homenagem e congratulações ao educandário guaporense.

A diretora Eliana Reolon, primeira leiga na história a comandar o Colégio Scalabrini, agradeceu o Poder Legislativo, em especial os vereadores Zanatta e Marcolina, pela lembrança da homenagem e explicou o verdadeiro sentido da presença das irmãs na comunidade guaporense.

“Seguindo os passos do nosso fundador (João Batista Scalabrini) a educação não se limitou ao conhecimento científico, mas dedicou-se a formação humana, buscando encontrar sentido nessa experiência, impulsionando as pessoas para frente na relação com os seus pares e para cima nas relações com as coisas de Deus elevando desta forma o ser e o fazer humano. Nestes 100 anos, muitas pessoas contribuíram e ainda contribuem para a construção da obra missionária no Colégio, dando testemunho de sua fé, doaram e doam sua vida ao trabalho educativo. Tenham a certeza que todos nós temos orgulho de fazer parte desta história e continuaremos trabalhando com dedicação para levar adiante a obra educativa inicia em 1917”, destacou.

Durante a sessão solene, os parlamentares, através dos proponentes Zanatta e Marcolina, entregaram uma placa representativa pelo centenário do Colégio Scalabrini às Irmãs Scalabrinianas e à direção do educandário.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais