Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
09:00:00
Temática
12:00:00
 
 

Cookies e Política de Privacidade
A Tua Rádio utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Deputados aprovam indicação de Alexandre Postal para TCE

por Eduardo Cover Godinho

Foram favoráveis 45 parlamentares e apenas 1 contrário. Votação aconteceu na tarde da terça-feira, dia 22, na Assembleia Legislativa

Da Tribuna, Postal pediu votos dos colegas de plenário em sua manifestação
Foto: Marcelo Bertani | Agência ALRS

A Assembleia Legislativa aprovou por 45 votos favoráveis e um contrário, na tarde da terça-feira, dia 21, o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 1 2016, da Comissão de Finanças e Planejamento da Casa, que indica o deputado Alexandre Postal (PMDB) para a vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RS). A indicação foi do governador José Ivo Sartori, para substituir Adroaldo Loureiro, falecido em fevereiro deste ano.

Em pronunciamento de agradecimentos na Tribuna, o deputado Postal pediu o voto de confiança de seus pares e disse que se aprovado ao TCE/RS não irá decepcionar.

“Entrei na AL em 1982 como motorista. Fui prefeito e já são seis eleições como deputado estadual. É com muita emoção que chego a esse momento. Me sinto preparado. Prometo não decepcionar”, afirmou Postal, ao pedir os votos dos colegas de plenário em sua manifestação.

Em função da confirmação para a vaga no TCE, Postal será obrigado a desfiliar-se do partido que defende desde 1982. Em seu lugar no parlamento assume o suplente Juvir Costella, atualmente secretário estadual do Turismo, Esporte e Lazer.

Em nome do PSDB, o deputado Jorge Pozzobom manifestou os votos favoráveis da bancada à indicação de Postal, assim como o deputado Edson Brum, em nome da bancada peemedebista.

“Certamente Postal irá fazer muita falta, mas tenho a convicção que irá nos ajudar muito. Mais do que um colega de Assembleia, foi um homem de partido, e ajudou muito o PMDB em todos os momentos”, declarou.

Da Tribuna, o deputado Frederico Antunes (PP), exaltou a trajetória política e a pessoa do indicado. Ainda solidarizaram-se a Postal, em nome de suas bancadas, os deputados Aloísio Classmann (PTB), Edegar Pretto (PT), Elton Weber (PSB), Sérgio Peres (PRB), Any Ortiz (PPS), Missionário Volnei (PSC), João Reinelli (PV), Zé Nunes (PT), Bombeiro Bianchini (PPL) e Juliano Roso (PCdoB), este último defendendo a indicação não só de políticos para o Tribunal de Contas, mas também de cidadãos idôneos, através de edital público.

 

Voto contrário

O único parlamentar a votar contrário ao Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 1 2016, foi Pedro Ruas (PSol). Ele justificou, durante a manifestação do seu voto, que é por posição institucional, no país inteiro e que nada tem a ver com o conceito elevado que tem para com o alto espírito democrático de Alexandre Postal.

 

Conselheiro do TCE

Com 22 anos de mandato parlamentar, Postal foi eleito para seu 6º mandato consecutivo, em 2014, com 44.856 votos, distribuídos em 346 municípios, com destaque para Bento Gonçalves (4.987 votos) e Guaporé (4.257). Nasceu em Guaporé, em 1962. Foi líder estudantil e chegou à Assembleia como assessor do ex-deputado Antônio Lorenzi (PMDB), em 1983. Elegeu-se prefeito de Guaporé (1989-1992) com apenas 26 anos. Em 1994, assumiu seu primeiro mandato como deputado estadual. De lá para cá, exerceu o cargo de 4º secretário da Mesa (2000-2001), líder do governo na Casa (durante o governo Germano Rigotto), 1º secretário da Mesa (2001-2002, 2002-2003 e 2011-2012), chegando à Presidência da Assembleia (31/01/2012 a 31/01/2013), oportunidade em que assumiu o governo do Estado por duas ocasiões. Também foi secretário de Estado dos Transportes, no governo Rigotto, e duas vezes presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale). Até a semana passada exercia a liderança do governo Sartori no Legislativo estadual.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários