Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Em Alta
18:00:00
 
 

Peões e prendas guaporenses preparados para o Enart

por Eduardo Cover Godinho

CTGs Estirpe Gaúcha e Última Tropeada vão estar presentes em um dos maiores festivais de arte amadora da América Latina. A cultura do Rio Grande estará em evidência em Santa Cruz do Sul

Grupo de danças do CTG Estirpe Gaúcha quer “abocanhar” o prêmio máximo na Força B
Foto: Divulgação

Mais de dois mil gaúchos e gaúchas vão estar concorrendo, nos dias 18, 19 e 20 de novembro, na cidade de Santa Cruz do Sul, em um dos maiores festivais de arte amadora da América Latina. O Encontro de Arte e Tradição (Enart) reunirá os melhores peões e prendas dos Centro de Tradições Gaúchas (CTGs) do Rio Grande do Sul que vão disputar as posições de destaques em mais de 20 modalidades, entre elas, a chula, a gaita, o violão, a trova, a pajada, as danças de salão, a declamação, o conjunto vocal e o principal, as danças tradicionais. Guaporé estará presente com tradicionalistas dos CTGs Estirpe Gaúcha e Última Tropeada.

O CTG Última Tropeada, o mais antigo da cidade, vai estar representado pelo grupo musical “Os Tropeiros”. A turma, que disputa a modalidade Conjunto Instrumental, é composta por Gustavo Batistella, Darlan Knispel, Alexandre Meneghel, entre outros. O grupo vem ensaiando exaustivamente há semanas. Na modalidade serão 12 conjuntos de oito regiões tradicionalistas que vão se apresentar. O CTG Estirpe Gaúcha, o mais novo do município, estará representado em diversas modalidades. O destaque é para o grupo de dançarinos que estará competindo nas Danças Tradicionais - Força B. São 40 grupos, divididos em cinco blocos, que irão lutar pelo título. Os guaporense estão no Bloco 4 e se apresentarão, em busca da classificação para a etapa final (disputada no domingo), junto com os CTGs de Eldorado do Sul, Ijuí, Santa Maria, Não Me Toque, Guaíba, São Sepé e Ajuricaba.

“Temos totais condições de classificação para a etapa final. Sabemos da competência dos adversários, mas o grupo está focado e preparado para o desafio. O Enart é a copa do mundo das danças tradicionais e não podemos decepcionar a comunidade guaporense. Todos sabem da responsabilidade e estão conscientes do que terão que fazer quando subirem no palco em Santa Cruz do Sul. Eu confio e tenho a certeza que todos os exaustivos ensaios não serão em vão”, disse o instrutor de danças Ricardo Bordignon.

O Estirpe Gaúcha também vai estar representado na modalidade Chula com o peão Edson da Luz Borsatto. Ele competirá contra 37 competidores no Enart. Na modalidade Danças de Salão, o CTG de Guaporé, leva a Santa Cruz do Sul o casal Lucas Willian Nunes Klaus e Laura Costenaro. A dupla terá a missão de fazer uma excelente apresentação e convencer os jurados que foram melhores que os outros 36 casais.

“Todos os nossos peões e prendas têm condições de voltar do Enart premiados. Eles sabem que o momento é ímpar em suas vidas e isso representa e muito para nós que vivemos o tradicionalismo. A patronagem do CTG Estirpe Gaúcha tem orgulho e dá o suporte necessário para que boas apresentações possam ser efetuadas no Enart”, destacou o patrão Tiago Reder.

A expectativa do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), organizador do Enart, é que aproximadamente 65 mil pessoas acompanhem o evento.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais