Você está ouvindo
Tua Rádio
Ao Vivo
14:00:00
Notícias da Hora
14:05:00
 
 

Por meio de TAC, Ministério Público doa brinquedo à Horta Comunitária de Guaporé

por Eduardo Cover Godinho

“Vaca parada” incentivará meninos que frenquentam a entidade a praticar o laço

Meninos da Horta Comunitária agradeceram a doação por parte do promotor Pacheco e da empresa NPN Fertilizantes
Foto: Horta Comunitária

A direção e os meninos do Centro Ocupacional Bruno José Campos (Horta Comunitária) receberam na quinta-feira, dia 27 de outubro, a visita do Promotor de Justiça da Comarca de Guaporé, Laerte Kramer Pacheco e de integrantes da empresa NPN Fertilizantes. Na oportunidade, os assistidos da entidade foram beneficiados com uma “vaca parada”. O brinquedo servirá para que os meninos possam praticar a arte do laço. A atitude, segundo a diretoria da Horta, causou grande euforia entre as crianças. O promotor Pacheco, durante a permanência na entidade, fez questão de ensinar os alunos a laçar um a um.

Em sua página na Rede Social (Facebook), o promotor Pacheco salientou ser um entusiasta da disseminação da cultura do Rio Grande e se comprometeu a ensiná-los a laçar.

“Como um entusiasta da disseminação do tradicionalismo gaúcho, patrimônio cultural de nosso Estado, me dispus a uma vez por semana, no horário do almoço, dar aulas de laço para a gurizada. Por vezes, em razão de tantas audiências, processos, prazos, relatórios e burocracias, acabamos nos esquecendo do que realmente importa em nossas vidas: as pessoas”.

Pacheco ainda destacou: “No que depender de mim e dos voluntários da Horta Comunitária muitos dessa turma serão laçadores, e por que não médicos, dentistas, engenheiros, juízes ou promotores de justiça? Ou quem sabe políticos honestos que tenham por objetivo construir uma sociedade menos desigual e injusta! Olhando para esses cidadãozinhos, tão carentes em diversos aspectos, mas com um sorriso contagiante nos lábios, a esperança se renova!”, afirmou o promotor.

A direção da Horta Comunitária agradeceu a empresa NPN Fertilizantes pela doação da vaca parada e principalmente ao promotor Pacheco pelo comprometimento e o carinho que teve com os meninos.

Parabéns ao promotor Laerte Pacheco pelo belo gesto de humildade. Certamente os meninos não irão esquecer tão cedo deste momento”, disse a diretora Cintia Lamonatto.

Central de Conteúdo Unidade Rede Scalabriniana

Enviar Correção

Comentários

Newsletter Tua Rádio

Receba gratuitamente o melhor conteúdo da Tua Rádio no seu e-mail e mantenha-se sempre atualizado.

Leia Mais